Projeto de Gastronomia Rural é lançado em Camboriú

13

Projeto de Gastronomia Rural é lançado em Camboriú

Produtores, Epagri e Prefeitura trabalharam juntos para apresentar jantar e café da manhã feitos inteiramente com produtos locais

Os produtos da agricultura familiar camboriuense foram destaque no jantar que lançou oficialmente duas atividades turísticas na zona rural da cidade: o Caminho de Santa Paulina e o Projeto Gastronomia Rural. O evento realizado na noite da última sexta-feira, dia 5, na Fazenda Caetés, reuniu turistas, imprensa e representantes do Poder Público, interessados em alavancar o turismo na região. Cerca de 10 produtores de Camboriú levaram amostras de seus cultivos – desenvolvidos com o apoio técnico da Epagri. Com a ajuda da chef de cozinha Patrícia Ferrary, responsável pelo projeto de Turismo Gastronômico da Prefeitura de Camboriú, os produtos se transformaram em jantar e café da manhã típicos da roça, preparados com técnicas de alta gastronomia.

Durante o jantar, o lambari empanado e frito – produto inédito, desenvolvido em Camboriú – foi servido como entrada e despertou surpresa nos participantes. Segundo o técnico da Epagri, Oderlei Marcio Anshau, o sucesso do prato se deve ao aprimoramento do peixe para comercialização – processo de pesquisa e desenvolvimento tecnológico que durou um ano. Além do apelo cultural da iguaria: “Muitas pessoas se lembram da infância, de pegar o lambari no rio para comer. Com a tecnologia do produtor camboriuense, pela primeira vez é possível comercializar o lambari para consumo humano, limpo, com qualidade e pronto para fritar”, conta.

Além do lambari como entrada, foram servidos hortaliças e vegetais orgânicos, risoto com linguiças artesanais, grãos, frutas, flores comestíveis, bolos, entre outros – tudo preparado com ingredientes da agricultura familiar camboriuense. Na organização da cozinha estava a chef Patrícia Ferrary, do departamento de Turismo da Prefeitura, que trabalha junto com os produtores no desenvolvimento da Gastronomia Rural de Agricultura Familiar. “Estamos todos muito felizes com o resultado. Na sequência do evento, recebemos uma sinalização do Governo do Estado de que vai auxiliar na divulgação do roteiro de Gastronomia Rural em Camboriú”, comemora Patrícia.

O agrônomo João Batista Campos veio de Maringá para participar da Caminhada de Santa Paulina. Além da formação em Agronomia, João tem no currículo o Caminho de Santiago de Compostela – roteiro medieval que leva andarilhos a cruzar a Espanha numa busca espiritual e por belas paisagens. Segundo ele, além de uma caminhada excelente, o evento em Camboriú proporcionou o contato com um setor importante da economia. “Os pratos da chef Patrícia estavam sensacionais. Acho importante frisar que a agricultura orgânica e familiar é um setor importante e saudável da economia. A equipe que preparou o jantar e o café da manhã está de parabéns pelo carinho, alegria e qualidade do que serviram”, conclui.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Rodrigo Fidêncio, comemorou a satisfação do público presente no evento: “Camboriú já tem infraestrutura e produtos de qualidade para receber o turismo rural. Nosso desafio é divulgar isso. Foi um momento histórico, muito importante para a agricultura familiar camboriuense”, avalia.

Segundo o prefeito Elcio Kuhnen, o projeto da Gastronomia Rural de Agricultura Familiar deve se fortalecer ainda mais: “Estamos organizando eventos para junho e julho que divulguem essa vocação econômica e propiciem mais renda ao produtor. Além promover jantares e festivais gastronômicos, o produtor de Camboriú vai expor com mais frequência, dentro e fora da cidade”, explica. Uma das exposições a que se refere é a participação inédita da cidade na BNT Mercosul, importante feira de turismo da América Latina que será sediada em Itajaí nos dias 26 e 27 de maio.