Acadêmica da Univali classifica-se no Prêmio Brasil de Moda Inclusiva

0 214

Santa Catarina – O projeto de Andreza Gessele Bittencourt, acadêmica do curso de Administração da Universidade do Vale do Itajaí (Univali), está entre os classificados no 7º Prêmio Brasil de Moda Inclusiva. A estudante propõe peças de moda íntima feminina adaptadas para deficientes e idosos. A ideia dela foi uma das vencedoras, em 2018, do Concurso de Negócios Inovadores do Sebrae. Neste ano, ela aprimorou o projeto com a orientação e auxílio de professoras e de uma aluna do curso de Design de Moda.

As principais inspirações para a criação do produto, segundo Andreza, foram a sua avó, de 92 anos, e uma amiga de 27 anos, que ficou paraplégica devido a um acidente. “As peças foram pensadas para dar mais independência e conforto às usuárias, com opções adaptadas, mas atrativas, que realmente pareçam moda íntima”, explica.

Folha 01

Em 2017, ela participou de um curso de inovação ofertado pela Univali. No ano passado, teve aulas preparatórias para o concurso do Sebrae ministradas pelo professor Waldemar Fernando Mello Martins, que a orientou no projeto vencedor da competição. Como premiação, os dois ganharam uma viagem para o Vale do Silício, conhecido como berço da inovação. Desde então, a aluna vem pesquisando alternativas para aprimorar a ideia e no último semestre reuniu-se semanalmente com um grupo de Design de Moda. As professoras Egeria Hoeller Borges Schaefer e Luciane Ropelatto, com suporte da coordenadora do curso Monica Fachini Kribke e da aluna Bárbara Jeniffer, orientaram o processo de adequação, sugerindo melhorias que resultaram na evolução, principalmente, da modelagem das peças. “Eu tinha a ideia do negócio e apenas uma peça montada, agora já desenvolvemos três protótipos que serão apresentados no evento final do prêmio”, comenta.

Os diferenciais e design das peças ainda são sigilosos, mas Andreza informa que um dos grandes diferencias está nos fechos personalizados que proporcionam mais facilidade à usuária. O Prêmio Brasil de Moda Inclusiva propõe amplo debate sobre moda diferenciada e incentiva a criação e produção de soluções e propostas em relação ao vestuário para as pessoas com deficiência. Os trabalhos classificados no concurso serão apresentados em um evento com desfile e a participação de modelos com deficiência, que ocorrerá em Florianópolis (SC), na segunda quinzena de novembro.

https://www.itajai.sc.gov.br/

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.