Aplicativo para enfrentar violência doméstica é destaque na sessão

0 438

Uma das ações da Polícia Militar no combate à violência contra as mulheres foi destacada no Plenário da Assembleia Legislativa. Durante a sessão realizada na manhã desta quinta-feira (12), o deputado Coronel Mocelin (PSL) citou a importância do aplicativo “PMSC Cidadão”, disponível para celulares, que conta com um “botão do pânico” para ser acionado em casos de emergência.

“Aproveitando a comemoração do Dia Internacional da Mulher, no último domingo, e que estamos no mês da mulher, desejo falar sobre o trabalho da Rede Catarina, que é uma ação da PM para prevenir a violência doméstica”, explicou. Segundo ele, só em Balneário Camboriú a corporação acompanha mais de 370 cidadãs que contam com medidas protetivas contra companheiros que já foram autores de violência contra elas. “A polícia militar envia equipes de dois policiais, sendo que ao menos um, obrigatoriamente, é uma mulher policial, para visitarem essas vítimas. Eles informam os direitos das mulheres, perguntam se há interesse em receber assistência social, se estão tendo eficácia as medidas protetivas. Caso necessário, a promotoria é informada para que sejam tomadas atitudes mais severas contra o agressor”, relatou.

De acordo com o deputado, as mulheres também são orientadas sobre o software que disponibiliza o “botão do pânico”, bom como seu funcionamento. “A mulher é cadastrada e, caso ela precise acioná-lo, é como se fosse ligar pro 190, sem precisar explicar o que está ocorrendo. A PM já sabe onde ela está e imediatamente envia uma viatura até o local. Mais de 35 cidades de Santa Catarina já têm este programa, que é uma iniciativa conjunta da PM com o Ministério Público e o Poder Judiciário”, destacou.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.