APÓS QUEDA DE ARAÚJO, MINISTRO DA DEFESA PEDE EXONERAÇÃO E DEIXA CARGO

0 164

Ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, deixa o cargo, o militar de alta patente não aguardou ao menos esfriar a queda de do embaixador Ernesto Araujo, o 14º a cair e para finalizar a tarde quente desta segunda-feira, 29, nas esplanadas dos Ministérios, Fernando Azevedo, se torna o 15º, Ministro a deixa o governo Bolsonaro.

General do Exército foi escolhido por Bolsonaro ainda na transição de governo em 2018, pediu sua exoneração do cargo, nesta tarde, 29/03, o motivo da saída foi explicada em um nota, já o nome do substituto não foram informados.

O ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, informou em nota oficial que deixa o cargo. A exoneração ainda não foi publicada no “Diário Oficial da União”.

Confira abaixo a íntegra do comunicado:

Agradeço ao Presidente da República, a quem dediquei total lealdade ao longo desses mais de dois anos, a oportunidade de ter servido ao País, como Ministro de Estado da Defesa.

Nesse período, preservei as Forças Armadas como instituições de Estado.

O meu reconhecimento e gratidão aos Comandantes da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, e suas respectivas forças, que nunca mediram esforços para atender às necessidades e emergências da população brasileira.

Saio na certeza da missão cumprida.

Fernando Azevedo e Silva

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.