CAI POPULARIDADE DO PRESIDENTE EM SANTA CATARINA

Mesmo com a tropa de choque em ação o resultado modificou bem pouco, ainda assim segue com uma margem pequena entre a desaprovação com 46% e aprovação 54%.  Total de visitas 44.932 pessoas alcançadas, 226 compartilhamentos. 3.599 cliques...

0 1.765

Enquete realizadas por fan-pages especializadas em notícias, vem monitorando a queda de popularidade do presidente Jair Bolsonaro, esta semana, devido aos eventos nada comum se lançou uma nova enquete para avaliar a aprovação, o quadro é assustador. Nas últimas enquetes realizadas para testar aprovação do presidente, não baixava dos 75%, porém, após os vídeos e o uso das redes sociais com abordagens em temas domésticos, o impacto negativo na imagem de Jair Bolsonaro em seu principal reduto é avassalador.

Antes mesmo de completar 100 dias, o governo de Jair Bolsonaro, sofre com a repercussão negativa de postagens nas redes sociais nada comuns para os leigos quantos mais para os especialistas e formadores de opinião, ainda mais vindas de um chefe de estado, no mundo executivo das autoridades alguns não compreendem quais os objetivos do presidente do Brasil.  Segundo reportagem da Folha de São Paulo, o vídeo causou um impacto tremendo na popularidade do presidente, constatação do Palácio do Planalto, que identificou uma desmobilização de parte da tropa de seus seguidores na internet.

O vereador paulista, Fernando Holiday (DEM), coordenador nacional do Movimento Brasil Livre (MBL), criticou nesta quarta-feira (6) o vídeo pornô tuitado pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) para atacar os blocos de carnaval de rua. Na mesma rede social, o dirigente do movimento de direita afirmou que o vídeo compartilhado pelo presidente é “abjeto e configura atentado ao pudor”. “Evidentemente que o polêmico vídeo compartilhado pelo presidente é abjeto e configura atentado ao pudor. Contudo, não é o tipo de coisa que se espera ver no perfil do Presidente da República, ainda mais um conservador”, tuitou o coordenador nacional do MBL.

O que se identificou nas redes sociais, internautas fieis aos bolsonarismo, calados ou tecendo críticas firme e dura contra a atitude do presidenciável. “A preocupação de auxiliares palacianos é que esse tipo de publicações leve a uma geração de crises espontâneas recorrentes e que isso prejudique sua popularidade antes mesmo de o governo chegar aos primeiros 100 dias”. Na visão deles, as polêmicas criadas a partir de publicações nas redes oficiais podem atrapalhar a votação de pautas consideradas fundamentais para o bom desempenho do governo, como a reforma da Previdência.

Quadro ( 1) Ontem as 16:18, cerca de 144 compartilhamento e 7, 2 mil votos mostrava um quadro assustador, 61% reprova a gestão Jair Bolsonaro. A enquete já havia sido visitada por 27.109 pessoas.

Bolsonaro se elegeu, entre outras bandeiras, por defender o fim da educação sexual nas escolas. Por meio da bandeira do projeto Escola sem Partido, o presidente diz com frequência que governos de esquerda promoviam a erotização das crianças. Nesta quarta (6), após a hashtag “goldenshowerbolsonaro” se tornar um dos assuntos mais comentados na rede social no Brasil, o presidente fez um post indagando aos seus seguidores “o que é golden shower?” e nova onda de críticas tomaram as redes ligadas a ele.  “Golden shower” é um termo em inglês que, ao pé da letra, significa “chuveiro dourado” e se refere a uma prática sexual em que um parceiro ou parceira urina no outro. O ato é famoso em vídeos pornográficos.

Quadro (2) Hoje as 16:18, cerca de 226 compartilhamento e 11,4 mil votos mostra um equilíbrio menos assustador, 54% aprova a gestão Jair Bolsonaro. A enquete já havia sido visitada por 44.932 pessoas.

Uma enquete inciada no dia 06/03, que está sendo realizada pela principal fan-page do Itapema Itapema/ Grupo Folha/SC Digital como mais de 80 mil seguidores aponta para uma queda na popularidade do presidente,  no seu principal reduto, no ano passado a aprovação não baixa dos 75%, as enquetes feitas pela página apontavam aprovação avassaladora e inquestionável do presidenciável.

A enquete no dia de ontem 05/03, as 16:18, um quadro (1) bem preocupante, cerca de 144 compartilhamento e 7, 2 mil votos mostrava um perfil assustador, 61% dos pesquisados reprovava a gestão Jair Bolsonaro, até aquela momento printado a  enquete já havia sido visitada por 27.109 pessoas.

Hoje, 06/03/2019, o quadro já é um pouco menos preocupante, para os bolsominions preocupados inciaram uma série de compartilhamentos da enquete e de seu link, numa tentativa de atrair votos favoráveis e diminuir a diferença na desaprovação. Veja no quadro (2), mesmo com a tropa de choque em ação o resultado modificou bem pouco, ainda assim segue com uma margem pequena entre a desaprovação com 46% e aprovação 54%.  Total de visitas 44.932 pessoas alcançadas, 226 compartilhamentos. 3.599 cliques…

Cenário aponta para uma perda importante da popularidade do presidente Jair Bolsonaro, na região sul, onde a onda bolsonarista conquistou as maiores aprovações e resultados nas urnas. Isso é um alerta para o Palácio do Planalto ou munda a linha ou enfrentará sérios problemas para aprovar as reformas e pela análise dos últimos acontecimentos, usar as redes sociais em campo aberto para se alto promover pode ser um tiro de canhão com ogivas nucleares nos dois pés.

da Redação.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.