Câmara analisa projeto que quer autorizar empréstimo para o novo hospital de Itapema

1 383

Se o Legislativo aprovar o PL 52/2019, o Poder Executivo fará mais um empréstimo, agora no valor de R$ 35 milhões, dívida que ficará para o próximo prefeito pagar e custará, ao final de 10 anos, mais de R$ 55 milhões para Itapema

Está tramitando na Câmara de Vereadores de Itapema, o Projeto de Lei nº 52/2019, de autoria do Poder Executivo, que requer autorização para o município contrair empréstimo junto à Caixa Econômica Federal “até o valor de R$ 35.000.000,00 (trinta e cinco milhões de reais), no âmbito da linha de financiamento FINISA – Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento, destinados à edificação do Hospital Municipal de Itapema e a obras de infraestrutura no sistema viário”.

No início desta semana, no dia 14/05, diante da solicitação dos vereadores de Itapema, a prefeita Nilza Simas veio até o Poder Legislativo esclarecer dúvidas dos vereadores sobre mais este empréstimo do poder público municipal. Ela estava acompanhada de servidores da Caixa Econômica, que apresentaram o modelo do financiamento em questão, que tem carência de 2 anos para início do pagamento e prazo de dez anos para ser quitado.

Em uma projeção inicial feita pelos técnicos da Caixa, ao final deste período o município de Itapema terá pago, pelo menos, R$ 55 milhões, se somados juros e taxas operacionais. Segundo a prefeita, dos R$ 35 milhões previstos, R$ 20 milhões seriam destinados para a construção do novo hospital, e os outros R$ 15 milhões para revitalização das principais avenidas do município.

Segundo pedido empréstimo para o mesmo Hospital: previsão para construção do novo hospital dobrou de R$ 10 para R$ 20 milhões

O vereador e presidente da Câmara de Itapema, Sidnei Florêncio (Nei da van – PSDB), reafirmou a preocupação dos parlamentares sobre esta dívida que – se aprovada pelo Legislativo – será herdada pelo próximo prefeito de Itapema. “Em momento algum a Câmara é contra o projeto do hospital. Muito pelo contrário, em 2017 já aprovamos um financiamento de R$ 10 milhões junto ao Badesc, para o projeto do novo hospital de Itapema. Temos que deixar isso claro, e não vamos ceder a pressões, porque precisamos analisar o impacto dessa dívida a longo prazo para o nosso município”, apontou Nei.

Em 2017, o PL nº 88/2017 aprovado pela Câmara, autorizou o município a aderir ao Programa Badesc Cidades, “para financiamento de construção de hospital e aquisição de móveis e equipamentos hospitalares”. Nei da van afirmou que muitas dúvidas pairam sobre esse novo pedido de empréstimo, entre elas, por que a Prefeitura está tentando autorizar um segundo financiamentopara a construção do mesmo hospital, com uma valor maior. “O que aconteceu com esse dinheiro que autorizamos em 2017? A Prefeitura perdeu o prazo? Outra questão que deixa dúvidas, é por que o projeto do novo hospital apresentado em março desse ano (veja imagem da publicação oficial da Prefeitura), custava R$ 10 milhões, e agora – o mesmo projeto, com os mesmos 77 leitos – está custando R$ 20 milhões? Precisamos saber o que aconteceu, porque essa diferença e pra onde vai esse dinheiro”, destacou o líder do Legislativo.

O PL 52/2019 está tramitando na Comissão de Legislação, Justiça e Redação Final, e ainda não tem previsão para votação em plenário.

1 comentário
  1. Gilmar Diz

    Grandes obras, grande investimentos, maior volume de dinheiro girando, mais facil de tirar uma caixinha… Nunca vi ninguem reclamando da estrutura do hospital de Itapema e sim do mal atendimento dos profissionais. Não adianta fazer um predio bonito e não ter um bom quadro de funcionarios e virar cabide de emprego e berço politico. A estrutura do Ceres esta largada… o fosso do elevador ja foi alterada varias vezes só não conseguiram colocar um elevador ali… se fala muito em Itapema… laboratorio de informatica (alunos nunca utilizaram), laboratorio de robotica (vai ser utilizado?), CEO sem profissional eapecializada em criancas especiais (precisa amarrar as crianças para realizar o atendimento… MUITA PROPAGANDA E POUCA EFETIVIDADE…

Responder a Gilmar
Cancelar resposta

Seu endereço de email não será publicado.