Caso Lázaro: equipe da Band encara tiros e Datena é criticado na web

0 11


source
Datena é criticado por pedir que repórteres sigam policia de perto em operação de busca à Lázaro Barbosa
Reprodução/Band

Datena é criticado por pedir que repórteres sigam policia de perto em operação de busca à Lázaro Barbosa

Neste sábado (19), durante o programa policial “Brasil Urgente”, apresentado por Datena, na Band, a equipe de jornalismo presente no local registrou momentos de tiroteio e gritaria, próximo a mata em que o serial killer Lázaro Barbosa é procurado, me Goiás.

Os repórteres do programa que estão na área de buscas ouviram os disparos e os gritos de uma mulher. Os oficiais da polícia correram para a chácara onde ocorreu a confusão.

“Uma mulher começou a gritar. Policiais estão se aproximando desta casa. Imediatamente depois dos gritos e troca de tiros o bandido teria corrido pro meio da mata. Um grupo de policiais foi pro meio da mata. Outra sequência de tiros foi ouvida momentaneamente, então pelo menos três trocas de tiros. Parte da Polícia vai invadir a casa. Tem que ter muita tranquilidade porque pode ter gente refém”, narrou Datena no programa.

O repórter Felipe Garraffa, um dos repórteres que estava no local, comentou: “Nesse momento, é interessantíssimo acompanhar o trabalho de inteligência da polícia porque pelo menos três homens abrem a janela. e apontam as armas. Nesse momento, outros dois homens ficam próximos à viatura na contenção, por isso, até agora é o trabalho mais tenso do dia. Estava tudo muito calmo até agora e a polícia insistir nessa região, pelo jeito, o Lázaro está próximo”.

Equipe de reportagem da Band ouviu tiros em região onde serial killer estaria escondido
Reprodução/Band

Equipe de reportagem da Band ouviu tiros em região onde serial killer estaria escondido

Nas redes sociais, o apresentador José Luiz Datena foi duramente criticado por, segundo os internautas, instigar que os repórteres coloquem as próprias vidas em risco, ao acompanhar de perto o trabalho das equipes policiais, que estão perseguindo o serial killer.

“Datena mandando a repórter entrar na chácara onde, segundo o próprio, o tal Lázaro mantém uma família refém. Ou é muita irresponsabilidade, ou esse caso é uma suposta fraude para render audiência”, comentou uma telespectadora

Fonte: IG GENTE

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.