CDL de Joinville repudia decisão de prefeito de Joinville‏

206

42Câmara de Dirigentes Lojistas de Joinville vem a público se manifestar contra a decisão do prefeito Udo Döhler de suspender o programa de residência médica do Hospital Municipal São José, mesmo que temporariamente.

Tal medida vai impactar negativamente tanto o futuro dos profissionais de medicina quanto o dia a dia da população que depende do atendimento na saúde pública no município, que muito já deixa a desejar.

A CDL Joinville junta-se às outras vozes contrárias à decisão e apela para que o chefe do Executivo municipal tenha o bom senso de voltar atrás nesta atitude tão lamentável.

O prefeito de Joinville, Udo Döhler, disse, em entrevista coletiva para a imprensa, realizada nesta segunda-feira (8), na Prefeitura de Joinville, que os atendimentos realizados pelos médicos residentes no Hospital Municipal São José não serão prejudicados na unidade.

Na semana passada, a Prefeitura de Joinville informou que foi suspensa temporariamente apenas a matrícula de 38 residentes do primeiro ano (R1) da Residência Médica e Residência Odontológica do Hospital Municipal São José. A medida foi tomada para proporcionar uma redução de custos no valor de cerca de R$ 1,3 milhão no ano.

A estrutura de atendimento desse quadro será mantida com outros 18 residentes (R1), que têm seus vencimentos custeados diretamente pelo Ministério da Educação.

Os residentes “R2” e “R3”, continuarão a atuar e a estudar na unidade hospitalar, assim como os médicos do corpo clínico que continuarão a atender os pacientes. A medida tem caráter emergencial e não é definitiva.

“O serviço de residência não será extinto. Não teremos prejuízos no atendimento porque temos um corpo clínico de médicos que continuará prestando os serviços à população, além dos demais residentes existentes”, ressaltou o prefeito Udo Döhler.

O prefeito explicou ainda que em 2012 o Hospital Municipal São José perdeu o credenciamento como hospital escola pelo Governo Federal. Por isso teve redução de repasses para manter parte da estrutura dos residentes. “O município está fazendo os esforços necessários para que possamos ter novamente esse credenciamento tão importante para a saúde do município”, disse.

Luiz Kunde

Comentários estão fechados.