Cirurgias plásticas compatíveis: é possível fazer mais de um procedimento ao mesmo tempo?

0 337

A combinação de diferentes cirurgias plásticas em uma única sessão ganhou grande notoriedade nos últimos anos, acrescendo uma nova demanda aos consultórios médicos. A realização de duas ou mais técnicas simultaneamente, tornou-se uma realidade, com resultados surpreendentes.

Entre as principais vantagens da associação de diferentes procedimentos está a otimização de tempo, impactando positivamente no período de recuperação do paciente e restringindo as idas e vindas das salas de operações e das consultas. Além disso, existe o benefício econômico, já que alguns custos – como a taxa de uso do centro cirúrgico e honorários do anestesista – seriam quitados numa única demanda.

Encontrar-se confortável com a aparência é relevante para adquirir confiança e estar bem consigo, e a medicina é uma grande aliada. Porém, para obter resultados satisfatórios é necessário ter cautela, especialmente quando se opta pela realização de mais de um procedimento estético ao mesmo tempo. Para isso, é importante avaliar o médico que realizará o trabalho, que deve ser membro ativo da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Para sabermos mais sobre este tema, convidamos o experiente cirurgião plástico Amir El Haje, Diretor das Clínicas Athenee em Florianópolis e em Rio do Sul. Dos mais respeitados profissionais da área em Santa Catarina, ele nos concedeu uma entrevista especial, para tirar as suas dúvidas mais frequentes.

É possível fazer várias cirurgias plásticas ao mesmo tempo e com segurança?

Amir El Haje – Sim, é possível realizar mais de uma cirurgia simultaneamente, porém o mais importante não é o número de cirurgias realizadas e sim o tempo que durará o procedimento. Desta forma, o ideal é que não ultrapasse o tempo de 4 horas.

Quais procedimentos podem ser feitos conjuntamente?

Amir El Haje – Os procedimentos mais associadas na cirurgia plástica são os de mamas com a abdominoplastia. Ou a abdominoplastia com lipoaspiração. Ou, ainda, até mesmo essas as três cirurgias simultaneamente. Isso tudo quando falamos do tronco. Quando nos dirigimos à face, podemos associar o lifting facial com as pálpebras ou a rinoplastia.

Quem pode fazer?

Amir El Haje – Todo e qualquer paciente que esteja bem fisicamente, com os exames de imagem e laboratoriais sem alterações. Além disso, os pacientes com comorbidades, porém controladas, também poderão se submeter à cirurgia.

O tempo de recuperação é mais lento?

Amir El Haje – Não vejo dessa forma, pois toda cirurgia requer um tempo de recuperação, então o fato de associar outro procedimento, só teremos vantagens, pois o tempo de recuperação será o mesmo.

O paciente economiza? 

Amir El Haje – Sim, pois quando fazemos cirurgias associadas conseguimos diminuir o custo, diluindo os gastos cirúrgicos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.