COLÉGIO INOVA NA ARQUITETURA PARA TORNAR ESPAÇO MAIS ACOLHEDOR AOS ESTUDANTES

1.203

Arte urbana, uma linda área de descompressão com vista para a Baía Sul, paisagismo, design biofílico, Espaço Maker, mesas funcionais nos ambientes compartilhados, Wi-Fi disponível em toda a estrutura, salas de aula com tratamento acústico. Tudo isso e muito mais está previsto no ambicioso projeto para os ambientes de aprendizagem, criados especialmente para a primeira unidade do Colégio AZ, em Santa Catarina, localizada no Centro da capital.

“A intenção é fazer com que o estudante queira realmente ficar na escola, que ela seja atrativa, confortável e ele se sinta acolhido e estimulado”, explica a arquiteta Ivana Szczuk, do escritório SZ Arquitetura, responsável pelo projeto arquitetônico do Colégio do AZ Floripa.

O edifício, com quatro pavimentos e área construída de 1.317,70 m², está localizado na Rua Vidal Ramos, 322, Centro, cada espaço foi concebido com diferentes configurações para estimular o aprendizado e proporcionar o bem-estar dos estudantes. São espaços para trocar, compartilhar, pensar e transmitir conhecimento. “Os ambientes projetados oferecem áreas de estudos compartilhados, estimulando a aprendizagem interativa e em grupo, e também áreas individuais que permitem mais concentração e foco do aluno. O projeto prevê um ambiente escolar voltado para atender às preferências dos jovens e suas diferentes formas de aprendizagem”, explica a arquiteta.

Intervenções estruturais foram realizadas no edifício para ampliar e aproveitar a iluminação e ventilação natural no interior dos ambientes. A iluminação natural é valorizada internamente com a utilização do vidro nas divisórias que funcionam como barreiras físicas, além de conectarem visualmente os ambientes. Primeiro projeto escolar pós pandemia, os profissionais tiveram cuidado no projeto de climatização e renovação de ar, propondo espaços mais ventilados, climatizados e com renovação de ar constantes.

Biblioteca, salas de aula, Salas de Estudo e Apoio são confortáveis e estimulantes, além da iluminação, o tratamento acústico recebeu uma atenção especial, paredes, forros e utilização de Ecoshapes, que além de melhorarem acusticamente os ambientes, ajudam no design inovador das salas de aula

No segundo pavimento, eventos, palestras, conferências poderão ser realizados em uma Sala Multiuso Auditório, com 177,50 m². Futuramente, essa sala pode ser transformada em mais ambientes, conforme coloca a arquiteta. “A escola é dinâmica e poderá passar por alterações que atendam futuras necessidades”, acrescentou ela.

Espaço Maker

Um dos ambientes destinados para convívio e estudos é o terraço onde fica o ‘Espaço Maker’. Com a proposta do “faça você mesmo”, a escola estimula os alunos a colocarem a mão na massa para que desenvolvam ciência, robótica e experimentos em Física e Química.

“A ideia é disponibilizar esses espaços de aprendizagem fora da sala de aula estimulando diferentes formas de aprendizado, além de oferecer atividades para o aluno no contra turno escolar. Ele tem aula em um período e no outro fica estudando na unidade”, sugere Ivana.

No Espaço Maker, o mobiliário é flexível, contendo bancadas, banquetas, mesas, ferramentas, para atividades de robótica, química, física, interligado com um espaço de estudos com cobertura articulada Aero Teto Zetaflex, possibilitando que os alunos do AZ usufruam de iluminação e ventilação natural e também do completo fechamento e isolamento em dias de frio ou chuva. Neste espaço teremos áreas destinadas a estudos e aulas, bem como áreas de convivência, podendo ser utilizadas para diferentes atividades, estudos, trabalhos em grupos, lanches, etc.

Ambientes de Estudo e Descompressão

Uma das apostas do escritório é a utilização do conceito ‘design biofílico’, tendência contemporânea no mercado …

Comentários estão fechados.