Comitê das Indústrias de Defesa promove encontro com empresários em Itajaí

0 65

Participantes também tiveram a oportunidade de conhecer o Estaleiro Oceana, onde serão construídas quatro corvetas para a Marinha do Brasil

O Comitê da Indústria de Defesa da Fiesc (Comdefesa), em parceria com a Itajaí Participações, realizou reunião na Associação dos Municípios da Foz do Rio Itajaí (Amfri), nesta quinta-feira (28), em Itajaí. Participaram representantes das Forças Armadas, empresários, autoridades municipais, além do Consórcio Águas Azuis, vencedor de licitação para construir quatro corvetas para a Marinha do Brasil, no Estaleiro Oceana.

O prefeito de Itajaí, Volnei Morastoni, ressaltou o trabalho de união entre os vários setores da indústria que está sendo realizado pelo Comitê, proporcionando a concretização de parcerias de forma estratégica e consistente, que vai resultar em um cluster naval da economia do mar para Santa Catarina. “No caminho desse cluster há muita tecnologia que será desenvolvida e, com certeza, trará muito emprego e renda, propiciando esse movimento não só econômico, mas também social”, avalia.

Com a construção das quatro corvetas, estima-se a geração de até oito mil empregos na cidade, sendo dois mil diretos e seis mil indiretos. O investimento será de aproximadamente R$ 6,4 bilhões. O estaleiro Oceana também recebeu a visita dos participantes do evento, que conheceram toda a estrutura do empreendimento.

“Com as demandas geradas por meio do Consórcio Águas Azuis, o desenvolvimento da região e de Santa Catarina, oriundo principalmente da transferência de tecnologia que a construção destas corvetas trará para nós, deve gerar centenas de novas empresas nos próximos nove anos”, destaca o diretor presidente da Itajaí Participações, Jair Bondicz.

“O resumo de tudo isso que vimos é rentabilidade, empregabilidade, dinâmica, crescimento e investimento. Quando os verdadeiros interessados entenderam o recado, saberem de suas potencialidades, que as suas empresas podem se capacitar para suprir as demandas, isso vai deixar Itajaí numa situação de vanguarda nos próximos anos”, reforça o presidente do Comdefesa, Cesar Augusto Olsen.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.