Deadpool será um filme para agradar ao “mais crítico fanboy”, revela um esperançoso Ryan Reynolds.

924

Lanterna Verde foi um fracasso completo! Sua arrecadação nas bilheterias mal cobriu seu custo de produção (o que significa prejuízo quando somados os custos de marketing), a recepção do público em geral foi, com boa vontade, bem morna, e não é exagero dizer que nove em cada dez fãs de quadrinhos se sentiram ofendidos com o resultado final (há até quem garanta que a proporção entre os reais leitores é de onze em cada dez – uou!). Porém, não há razão para temer. Ryan Reynolds garante que seu próximo filme de super-herói irá redimir essa mancha em seu currículo.

8Ryan Reynolds; Deadpool.

Protagonista do aguardado Deadpool, o ator canadense garante que os realizadores da adaptação do “mercenário tagarela” têm como principal objetivo respeitar a essência subversiva do anti-herói carmim: “Eu estou muito feliz! Nós temos um diretor que respeita esse universo, e roteiristas com máxima devoção ao cânone do personagem. E o aspecto mais importante: [o filme] está sendo feito de um modo que possa agradar o mais crítico fanboy. Essa é a nossa esperança.”

Essa não é a primeira vez que gente envolvida em Deadpool – e o próprio ator – dá declarações animadoras sobre o projeto. Fontes revelam que os roteiristas Rhett Reese e Paul Wernick, de Zumbilândia (o que, por si só, já é motivo para otimismo), têm sido muito cuidadosos com o material que escrevem, para que as interferências da Fox sejam as mínimas possíveis. Além disso, os próprios executivos do estúdio não teriam (ao menos em tese) a intenção de interferir muito no projeto, e por isso mantiveram o orçamento da produção tão abaixo dos padrões de filmes de super-heróis – e porque os próprios entenderiam que um longa sobre o “degenarado regenerado” não pode ter a mesma restrição de personalidade que os super-heróis da Marvel.

 

Diretor do sensacional test footage responsável pelo clamor na rede por um longa-metragem do Deadpool (confira – ou, como eu, reveja pela enésima vez – abaixo), Tim Miller comanda a produção, que ainda terá Gina Carano, T.J. Miller e a brasileira Morena Baccarin no elenco. O filme tem estreia prevista para 12 de fevereiro de 2016.

Comentários estão fechados.