DEPUTADO E A VELHA “HIPOCRISIA” NAS REDES SOCIAIS

0 883

Em um vídeo feito pelo deputado Bruno Souza, do NOVO, veiculado neste fim de semana, denunciando com críticas ao governo Carlos Moisés, por ter autorizado a compra de veículos da marca FIAT modelo “TORO” para o atendimento pedagógico, de supervisão e suporte nas 36 Coordenadorias Regionais de Educação. O deputado lasca a lenha e considera automóveis de luxo. O parlamentar registra em sua live que a Secretária de Educação do Estado adquiriu 85 carros carros de luxo, pondera e argumenta que o valor de cada um teria saído por R$ 150 mil. Bruno, incita os cidadãos a refletir que maioria do povo usa carros populares e que são raros os que que podem adquirir automóveis com estas características, como podemos pagar uma alta carga tributária, tão alta, para gastar dinheiro com carros de Luxo para a educação, questiona o deputado.

Nota da Secretária de Educação

Sobre novos veículos adquiridos para o atendimento das 36 Coordenadorias Regionais de Educação às 1071 escolas estaduais de SC

Após o diagnóstico de uma frota sucateada, obtido pela SED em 2019, com unidades que nem mesmo possuíam veículos para atuar junto às 1071 escolas estaduais, o Governo do Estado investiu na compra de automóveis para o atendimento pedagógico, de supervisão e de suporte tecnológico nas 36 Coordenadorias Regionais de Educação. A escolha foi por um modelo de veículo com todas as especificações necessárias para que a gestão se faça presente na escola em qualquer localidade do Estado, uma premissa deste governo. Assim, foram adquiridos automóveis zero quilômetro, para a segurança dos servidores e pelo fim de frequentes gastos com reparos paliativos. Os veículos a diesel têm vida útil prolongada, combinam espaço de carga e a cabine apropriada para o transporte de equipes. Além disso, a função 4×4 atende da melhor forma possível o acesso aos mais diversos terrenos pelo interior. Da mesma maneira, o modelo oferta segurança em distâncias que chegam a 170 km entre coordenadorias e escolas, realidade referendada por quem conhece a rede estadual de ensino de Santa Catarina. Os 62 automóveis Fiat Toro estão em fase de plotagem e finalização do emplacamento para a entrega nos próximos dias às coordenadorias. Eles permitirão à SED tirar automóveis de circulação que já não se encontram em condições de trafegar, consumindo recursos e oferecendo risco aos servidores. Outros dois veículos Jeep Renegade, com valor unitário de R$ 135.900,00, foram adquiridos para substituir os carros que são atualmente locados para uso do secretário e do secretário adjunto. Para cobrarmos resultados, precisamos oferecer condições para que os responsáveis pela educação nos auxiliem a dar respostas mais rápidas para as escolas. A ação é a de uma gestão responsável, que prima pelo bom investimento dos recursos públicos.
Esclarecimentos:
1) O número de veículos adquiridos corresponde a 62 unidades, tendo em vista que a SED deve reservar 25% do objeto licitado (seriam 21 unidades a mais) para a compra de micro ou pequenas empresas (ME/EPP), no entanto, a oferta apresentada estava acima do valor das demais unidades e não foi aceita pela SED.
2) O valor unitário dos carros Fiat Toro adquiridos é de R$ 120.000,00.
3) Acerca de questionamentos sobre especificações de compra, presentação de exposição de motivos, justificativa e comprovação de necessidade, a SED informa que produziu todas estas informações e obteve a aprovação da SEA e do Grupo Gestor de Governo, de acordo com o que versa o DECRETO 660/2011 em seu capítulo III, Art. 6, § 2o: § 2o A SEA poderá autorizar, excepcionalmente, a aquisição de veículo que não esteja previsto
no plano anual de aquisição, desde que acompanhado de exposição de motivos com justificativa e comprovação da necessidade, sem prejuízo da observância aos arts. 7o, § 2o, e 8o deste Decreto.

NR: Em última análise, qualquer investimento em Educação tem retorno assegurado, porém, o contraponto, encontramos outros desperdícios de dinheiro público, quais sem nenhum retorno para os cidadãos catarinenses, porém, cabe a mesma pergunta ao Parlamentar “aloprado” que pode usar do sua função fiscal do dinheiro do povo e denunciar os carrões dos deputados, oras, eles, os deputados poderiam utilizar os veículos, combustíveis e motoristas por conta própria, quanta hipocrisia em deputado? Responda para os nossos milhares de leitores, quais são as vantagens para os contribuintes custear essas benesses dos carrões dos deputados? Inclusive, o que o Senhor e demais parlamentares usam a desserviço do moral do contribuinte, responda, vá a tribuna, faça uma live e nos informem, se “os carrões” trazem algum retorno para os catarinenses ou só custeios para o bolso dos contribuintes, lamentável, de Novo, não tem nada a não ser a velha hipocrisia de sempre?.   José Santana – jornalista DTR3982/SC

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.