Energia de fonte solar fotovoltaica atinge marca de 7 gigawatts de potência instalada no Brasil

0 116


O Brasil atingiu marco histórico em geração de energia de fonte solar fotovoltaica ao somar 7 gigawatts (GW) de potência instalada. Os dados foram atualizados pela Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar) na última semana de novembro. O levantamento mostra que, desde 2012, os novos investimentos já somaram mais de R$ 35,4 bilhões, superando a marca de 210 mil empregos criados. Significa também mais de R$ 10,4 bilhões em arrecadação de tributos e mais de 1,1 milhão de toneladas de CO2 evitadas.

Os números reforçam a tendência apontada pelo Plano Decenal de Expansão de Energia 2030 (PDE 2030), divulgado pelo Ministério de Minas e Energia (MME) e a Empresa de Pesquisa Energética (EPE) em setembro. “A projeção do levantamento é crescimento de investimentos em capacidade instalada na ordem de R$ 70 bilhões nos próximos 10 anos no Brasil. Desse montante, 93% será de fonte fotovoltaica segundo o relatório”, destaca Julio Cesar Ferreira da Silva, gerente da Quantum Solar.

Apostar em energia solar é um investimento que retorna rápido. “O payback, que é o tempo que o valor do investimento leva para retornar na forma de economia na conta de luz, é de cerca de cinco anos”, explica Julio Cesar. Outra vantagem é que esses projetos podem ser adotados por pequenos, médios ou grandes negócios, com instalação podendo ser feita em telhado, solo ou sobre a água. A demanda de manutenção é baixa, sendo que as placas fotovoltaicas duram até 25 anos. Ainda, esses sistemas geram redução de aproximadamente 95% na conta de energia elétrica.

TOP 10 no ranking estadual de Potência Instalada

1° Minas Gerais (790,7 MW)

2° São Paulo (509,7 MW)

3° Rio Grande do Sul (503,7 MW)

4° Mato Grosso (291 MW)

5° Paraná (277,1 MW)

6° Goiás (221,9 MW)

7° Santa Catarina (206,4 MW)

8° Rio de Janeiro (162,6 MW)

9° Ceará (145,6 MW)

10° Bahia (138,3 MW)

Fonte: Ranking Estadual de Geração Distribuída da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar) em 24 de novembro de 2020.

Linhas de crédito incentivam instalação dos sistemas fotovoltaicos

Um incentivo para esse crescimento na geração de energia a partir do sol vem de parcerias para compra e instalação de sistemas fotovoltaicos. “São projetos que geram energia limpa, reduzem gastos com energia elétrica e, ainda, fortalecem a responsabilidade ambiental das instituições”, destaca Julio Cesar.

Nesse segmento, a Quantum Solar firmou parceria com o Santander, a Unicred Florianópolis e a Unicred Vale Europeu, para instalação de sistemas no Paraná (5° no ranking) e em Santa Catarina (7°). No relatório de setembro, por exemplo, SC contava com 146,7 MW de potência instalada, subindo para 190,7 MW em outubro e, em novembro, atingiu a marca de 206,4 MW.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.