Espaço cultural Aparelha Luzia, “quilombo urbano” em São Paulo, pede doações

0 46
source
espaço aparelha luzia arrow-options
Reprodução
Espaço cultural promove shows, debates, exposições e exibições de filmes de quarta a domingo

Idealizado em 2016 pela artista e deputada estadual Erica Malunguinho, Aparelha Luzia é um espaço artístico-cultural voltado ao movimento negro e se auto-intitula um “quilombo urbano”. Shows, exposições, debates e exibição de filmes estão entre as atividades gratuitas do lugar, que funciona de quinta-feira a domingo na Barra Funda. 

A necessidade de melhorar a infraestrutura do lugar – com isolamento acústico e ampliação da cozinha –  além de oferecer mais segurança aos frequentadores, porém, motivou o Aparelha Luzia a criar uma  campanha na rede de doações Kickante, sob o apelo de que caso a reforma não seja feita o espaço pode fechar as portas. 

Leia mais: Imigrantes geram uma nova cena cultural em São Paulo

“Qualquer pessoa preta que já esteve em São Paulo e já frequentou aquele ambiente sabe o quão acolhedor, o quão verdadeiro, o quão arrepiante é Aparelha Luzia”, diz o comediante Yuri Marçal, num vídeo de apoio publicado na página do espaço do Instagram. “É importante que a gente se organize para deixar essa casa em pé”, concorda a cantora e ativista Mel Gonçalves, cujo depoimento também foi publicado na página. 

De acordo com a campanha, o valor ideal é de R$ 120 mil, dos quais cerca de 15% já foram arrecadados. Aos doadores – como é de praxe em campanhas dessa natureza – o movimento oferece “recompensas” que variam de acordo com o valor: desde bottons personalizados até discos autografados pelos artistas que apoiam a iniciativa, como Rincon Sapiência, Liniker e Luedji Luna, que iniciou a própria carreira musical em apresentações no espaço. 

Fonte: IG GENTE

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.