Grupo de investigação de óbitos infantis e maternos recebe novos tablets

0 132

Equipamentos vão reduzir gastos com papel e facilitar o trabalho dos profissionais

Os profissionais que integram o Grupo Técnico de Vigilância do Óbito Materno, Fetal e Infantil de Itajaí receberam 10 novos tablets da Secretaria Municipal de Saúde. Os equipamentos vão facilitar o trabalho dos servidores na investigação de mortes evitáveis na cidade. Todo óbito materno, fetal ou infantil é discutido pelo GT e com a equipe que atendeu, buscando definir estratégias para qualificar a assistência à saúde e reduzir mortes.

> Leia mais notícias sobre Saúde

A investigação de óbito materno, infantil e fetal é obrigatória pelos municípios. Quando uma morte acontece deve-se reunir todo o histórico do paciente, dados ambulatoriais, hospitalares e domiciliares. Isso é feito para conhecer como aconteceu a morte e esclarecer se foi por causa evitável. A mortalidade infantil também é um indicador monitorado por todos os municípios.

“Conhecer o processo de saúde das crianças que foram a óbito é fundamental para a proteção das que estão vivas. Assim investigar, analisar e discutir com os envolvidos no processo de cuidado e cura das crianças é fundamental para que as modificações necessárias se efetivem, com compromisso de todos”, ressalta a coordenadora do GT, enfermeira Fernanda Piccolo.

O Município Itajaí é destaque estadual no trabalho interdisciplinar executado na área e as ações de contato com as unidades de saúde são essenciais para o melhor entendimento e redução das mortes fetais, infantis e maternas. O grupo técnico que faz esse trabalho foi criado em 2018 e realiza reuniões semanais. Conta com membros da gestão da Atenção à Saúde, Estratégia Saúde da Família, Saúde Infantil, Saúde da Mulher, hospital infantil e maternidade, além da Vigilância Epidemiológica. Ao todo, são 10 profissionais entre médicos, enfermeiros e psicólogo que receberam tablets.

“As investigações dão muitas impressões, pois um caso tem no mínimo 50 páginas e cada profissional do GT recebe uma cópia para analisar e discutir semanalmente. A tecnologia dos tablets vai diminuir essas impressões, dar agilidade para as discussões e consequentemente uma economia para o meio ambiente”, comenta Fernanda.

Na ocasião da entrega dos tablets, a equipe do grupo técnico também entregou ao secretário de Saúde de Itajaí, Emerson Duarte, o boletim epidemiológico sobre a Mortalidade Materna no município. O informativo pode ser conferido aqui.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.