Imetro vistoria e atesta precisão de balanças no Aeroporto de Florianópolis

0



Fotos: Divulgação/Imetro

O Imetro-SC (Instituto de Metrologia de Santa Catarina) realizou, na manhã da quinta-feira, 4, verificação em balanças utilizadas por companhias aéreas no Aeroporto Internacional de Florianópolis. A operação ‘Bagagem Certa, coordenada pela gerência de Metrologia Legal, verificou se os equipamentos seguem os padrões para pesagem de bagagens, inspecionando se o número informado nos instrumentos é, de fato, o que deve ser cobrado do consumidor.

A operação testou 46 balanças, sendo 44 com pesagem máxima de 150 quilos, e duas com a pesagem máxima de 500 quilos, usadas no saguão de embarque do aeroporto. Os técnicos do Instituto avaliaram se os equipamentos atendem à Portaria nº 236/1994, do Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia), que estabelece os critérios para comercialização, desde sua fabricação até a utilização de balanças para controle de pesagem de bagagens.

O presidente do Imetro-SC, Rudinei Luiz Floriano, afirmou que o órgão já realiza esse tipo de fiscalização uma vez por ano. Entretanto, com o aumento do movimento nos aeroportos, torna-se comum alguns registros de denúncias por meio da ouvidoria. “Este tipo de verificação consiste na pesagem de 23 quilos, porque sabemos que a partir daí é cobrado o valor em excesso de bagagem. Houve relatos de consumidores afirmando que suas bagagens estavam dentro do limite, e mesmo assim pagaram o excesso. Para dar fim a esta dúvida, realizamos os ensaios em todas as balanças”, acentuou.

Testagem

O procedimento para testagem das balanças consiste em usar pesos variados, inseridos pela equipe técnica para comparar se o valor informado na balança será o mesmo a ser cobrado do consumidor. “Existe um erro máximo admissível para esses ensaios de verificação. No caso dessas balanças, o erro máximo admissível é de 200 gramas, para mais ou para menos”, destacou o fiscal de operação Gean Varella. Ao final dos trabalhos, nenhuma irregularidade foi constatada nas balanças. No caso de algum consumidor ainda sentir-se lesado, ele poderá acionar o Procon. Em caso de erro dos aeroportos, multa pode chegar a R$ 1,5 milhão.

 

Em relação às orientações para usuários dos serviços prestados pelas companhias aéreas, os procedimentos capazes de evitar erros no momento da pesagem, e assim impedir cobranças indevidas, são: 1 – Ainda na hora do check-in, é essencial verificar se a balança está totalmente zerada; 2 – Verificar também se há um selo do Inmetro colado em local visível, o que significa que o Imetro-SC testou aquele equipamento; 3 – E, ainda assim, se qualquer consumidor tiver dúvidas, que denuncie na nossa ouvidoria do Imetro-SC. O número é o 0800-643-5200.

Informações complementares:

Enio Novaes
Assessor de Comunicação
Imetro-SC (Instituto de Metrologia de Santa Catarina)
(48) 3381-5234
comunica@imetro.sc.gov.br 

Fonte: Governo SC