LIGAÇÃO À REDE COLETORA DE ESGOTO

A rede coletora de esgoto não suporta a canalização da água da chuva. Na rede coletora de esgoto só podem estar conectados resíduos líquidos produzidos no dia a dia, que escoam pelos ralos e vasos sanitários

A ligação dos imóveis às redes coletoras de esgoto, nos bairros onde já estão implantadas, é obrigatória, sob pena de multa por descumprimento da legislação. Quando a ligação não é realizada, todos os dejetos gerados trarão poluição ao meio ambiente e comprometerão a balneabilidade dos rios e praias.

 

VISTORIA DA LIGAÇÃO INTERNA

As ligações internas dos imóveis precisam ser realizadas corretamente e vistoriadas pela concessionária para garantir que não ocorram problemas com o extravasamento do esgoto. Ligações malfeitas ou que canalizam água da chuva para a rede de esgoto vão interferir na funcionalidade do sistema coletor. Por isso, após a conclusão da ligação interna do imóvel à rede de esgoto, é fundamental solicitar a vistoria da Conasa Águas de Itapema para a verificação do serviço.

 

 

COLETA DO ESGOTO

A rede coletora de esgoto é formada por um conjunto de tubulações com o objetivo levar os dejetos sanitários dos imóveis até a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE). Por meio delas, escoam as águas residuais utilizadas dentro do imóvel para tomar banho, lavar louça e roupas, e dar descarga. Após o tratamento adequado, são devolvidas ao meio ambiente.

 

 

ESCOAMENTO DA ÁGUA PLUVIAL

A rede coletora de esgoto não suporta a canalização da água da chuva. Na rede coletora de esgoto só podem estar conectados resíduos líquidos produzidos no dia a dia, que escoam pelos ralos e vasos sanitários. Para canalizar a água da chuva, o imóvel deve se conectar à rede pluvial municipal que têm o objetivo de captar e transportar a água pluvial das áreas urbanas até rios, córregos ou canais. O escoamento por galerias pluviais é importante para conduzir a água de modo adequado e, assim, evitar alagamentos e enchentes.

 

Comentários estão fechados.