Mausoléu abre exposição em homenagem às mulheres – Prefeitura de Blumenau

0 44


A Secretaria Municipal de Cultura e Relações Institucionais (SMC) e o Museu de Arte de Blumenau (MAB) prestam homenagem ao Dia Internacional da Mulher com a abertura da exposição Frieda Germer – Arte e Vida. A mostra apresenta 13 obras que retratam fatos históricos e do cotidiano sob a ótica de uma mulher que desempenhou seus vários papéis: filha, esposa, mãe, avó, bisavó, estudante, comerciante e artista plástica. O período de visitas vai de 8 a 31 de março, de segunda-feira a domingo, das 10h às 16h, no Mausoléu Dr. Blumenau. A entrada é franca.

Os trabalhos representam a chegada do Dr. Blumenau, fundador da cidade; a curva do Rio como porta de entrada em direção ao interior do Grande Vale do Itajaí; o porto de Blumenau, que formou a base da importação e exportação da economia gerada pelo grande município; o galpão de alojamento dos imigrantes, construído  para acolher os colonizadores que chegavam para dar início ao seu projeto de vida; a Macuca – primeira locomotiva da E.F.S.C.; um estaleiro de serrador apresentando o movimento de uma tora sendo serrada; o casal Bertha e Hermann Blumenau; o casamento e seus rituais e os encantos da rica natureza. Paisagens, fatos, hábitos e costumes que foram fonte de inspiração da artista.

O percurso proposto pela exposição leva o observador a fazer uma viagem pelo tempo. Ao entrar no cenário, caminha por essa história e encontra a excelência de quem produziu com carinho, amor, perseverança e dedicação.

A gerente do Museu de Arte de Blumenau Mia Ávila, comenta: “As obras de Frieda Germer derivam de sua peculiaridade em desenvolver formas próprias de significar o seu mundo marcado pela comunhão das atividades cotidianas, processos de ritualização, histórias e memórias afetivas. É nesse contexto e imaginário que a artista traduz as suas vivências e realidades. Seus trabalhos mesclam religiosidade, paisagens da região e o cotidiano das pessoas comuns. Contam uma história, retratam uma cena, uma paisagem, um interior. Essa é a  intenção da artista,  apropriar-se do instante, das cenas cotidianas  e  poder imortalizá-los como histórias que possam  ser contadas às novas gerações. Sua intenção é firme e clara, os jovens precisam conhecer suas origens, de onde vieram seus ancestrais, seus hábitos e costumes, a contribuição que deram à construção do Vale do Itajaí”.

O secretário de Cultura de Blumenau, Rodrigo Ramos, ressalta a importância do resgate desse material que há muito tempo estava sob guarda do museu. “Dar visibilidade ao trabalho de Frieda Germer é revisitar o passado, através de pinceladas singelas, traços apaixonados que se aproximam de um estilo Naif”, diz ele. “A artista em 17 de março estaria completando 113 anos. Ao homenageá-la, homenageamos todas as mulheres”.

A recuperação desse conjunto do acervo faz parte da transferência de obras acadêmicas que estavam no Museu da Família Colonial e que agora passam a integrar o MAB. “A intenção é agregar a esse patrimônio outros artistas, incluindo obras do final do século XIX que irão entrar para o nosso acervo enriquecendo ainda mais o material existente. Nesse primeiro momento todos estão passando por higienização mecânica e remoção das molduras que foram danificadas pelo tempo. Posteriormente, vamos, em lotes, recuperar todas as telas. Esse esforço soma-se a um projeto permanente que já vem sendo desenvolvido pelo Conselho Curador do Museu de Arte de Blumenau, a quem também somos gratos pela parceria”.

Estilo próprio

Convidada pelo MAB para falar sobre os trabalhos da artista Frieda Germer, a professora, ceramista e especialista em Educação Vania Gavaerd  comenta: “Olhar para a arte de Frieda Germer é como estar diante de um bordado em ponto cruz tamanha quantidade de detalhes minuciosos colocados ponto por ponto ou no caso, pincelada por pincelada, tudo cuidadosamente pensado, medido e dosado de acordo com o tamanho da tela e da sua imaginação”, comenta. “Sob sua ótica as inúmeras paisagens da região do Vale do Itajaí, que ela soube tão bem retratar, a artista pinta histórias por ela vivenciada acrescida  de toda  peculiaridade que lhe fora transmitida desde muito cedo por meio dos trabalhos manuais e os ensinamentos nas aulas de pintura. Com estilo próprio, traz leveza e simplicidade na composição pictórica que se aproxima do estilo Naif, fazendo uso da espontaneidade, com uma linguagem pessoal e original de expressão. O uso recorrente das cores ocre, verde e azul tornam seu estilo marcante. Estar diante das pinturas é ler histórias, se envolver em cada momento da cena e fazer uma viagem no tempo e no espaço. Essa é Frida Germer, que fez uso da pintura para nos contar as histórias de um Vale tranquilo e que a semente da arte brotou e continua nos encantando e ensinando”.

Saiba mais

Dia Internacional da Mulher

Exposição Frieda Germer – Arte e Vida

Local: Mausoléu Dr. Blumenau – Rua XV de Novembro, 161 – Centro

Período de visitação: de 8 a 31 de março

Segunda-feira a domingo, das 10h às 16h

Entrada franca

Assessor de Comunicação: Sérgio Antonello 

postada em 08/03/2021 08:17 – 8 visualizações

Fotos

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.