MOISÉS SOUBE QUE O HOSPITAL REGIONAL DE JOINVILLE DEU A LUZ ?

0 257

Inaugurado em 15 de Março de 1984, o Hospital Regional Hans Dieter Schmidt, localizado na cidade de Joinville, o maior hospital de toda Região Norte de SC, agoniza e aos poucos dá sinais de falência múltipla. Não por conta dos Médicos, Enfermeiros e Administrativo. Mas por total falta de manutenção e cuidado de seu gestor: Governo Estadual, atualmente sob o poder de Moisés, o Governador de SC.

Um dos sinais, foi a falta de energia elétrica que ocorreu na madrugada de terça feira, dia 28/05, quando um cabo da subestação responsável por alimentar o hospital se rompeu.

Após uma longa espera e um enorme transtorno, a energia elétrica voltou somente às 15h15 desta Quarta-feira 29/05. Desta forma, os pacientes serão realocados para reabertura do Setor de Emergência da unidade. A informação é da Secretaria de Estado da Saúde.

A falta de energia no Hospital Regional Hans Diter Schmidt ocasionou a transferência de pacientes e suspensão de cirurgias marcadas. Não há até este momento, uma previsão sobre o restabelecimento destas situações.

Técnicos da Celesc trabalharam para resolver o grave problema na rede elétrica do Hospital Regional Hans Diter Schmidt, um dos maiores de Joinville, no Norte de Santa Catarina. Conforme informações, o problema ocorreu quando um cabo da subestação responsável por alimentar o hospital se rompeu. A previsão era de que toda a energia elétrica do hospital fosse restabelecida na tarde de terça, mas isso não ocorreu.

Carlos Moisés da Silva, mais conhecido como Comandante Moisés, filiado ao mesmo partido do Presidente Jair Bolsonaro (PSL), Governador eleito em Santa Catarina, reconhece e mencionou em sua passagem por Joinville, durante campanha no dia 27 de Outubro de 2018, que Joinville “é principal cidade do Norte de SC, ocupa o primeiro lugar na produção de riquezas do Estado e, também, em retorno de ICMS”, sendo desta forma tratada “com que se classifica no hall de importância para o crescimento de SC” em suas palavras.

E Moisés completa dizendo “Entendemos também que a saúde em Joinville e região também merece uma atenção especial. Viabilizar o pleno atendimento, funcionamento e resolubilidade nos hospitais de referência, bem como garantir a funcionalidade na saúde pública são algumas realizações imediatas que tenho para a saúde.”

Que a escuridão oriunda da falta de energia em praticamente dois dias no HRHDS, possa servir para um momento de reflexão de Moisés pois, estamos em Maio/2019, o povo de toda região norte catarinense aguarda com espectativa, que as palavras sábias de Moisés se tornem realizade. Investimentos substanciais, sim, substanciais e emergenciais sejam liberados ainda esta semana. Afinal, Moisés é ciente desde longa data. Conforme apurado na penumbra dos corredores do Hospital Regional, este é o desejo de enfermos e familiares eleitores, além é óbvio, de todos os profissionais que prezam por uma melhor qualidade de atendimento público.

JACKSON MAIER

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.