NO “BALNEÁRIO DO SEM” VEREADORES DE ITAPEMA TRABALHAM PARA MELHORAR FRÁGIL INFRAESTRUTURA

0 242

Editorial

“Cidade de Itapema com 59 anos, cerca de 80 mil habitantes e com orçamento anual de cerca de R$ 300 milhões, teria que ser batizada de “Balneário do Sem”; Sem hospital, sem delegacia, sem centro de evento, multiuso e cultura, Sem cinema, Sem sala de teatro, Sem ginásio de esportes, Sem mobilidade urbana, Sem parque industrial, Sem transporte Público, Sem hospital de Hemodiálise, Sem praças temáticas, Sem plataforma de entretenimento, aqui o morador tem uma escolha, trabalhar de segunda a sexta-feira, e no sábado, terão por força da expressão para lazer os supermercados, porque nem um shopping tem”…

Os vereadores Leo Cordeiro e Jean do Dimar foram recebidos pelo delegado Regional Dr. Giancarlo Rossini

Os vereadores Leo Cordeiro e Jean do Dimar foram recebidos pelo delegado Regional Dr. Giancarlo Rossini para conhecer as estruturas e os projetos dos novos prédios construídos aqui na região. Em 2015, a Prefeitura de Itapema doou uma área para o Estado, no bairro Morretes, com a finalidade de receber uma nova delegacia civil. A atual, localizada na Rua 238, não atende mais a demanda da cidade e apresenta vários problemas em sua estrutura.

Este editor é um crítico do plano mirabolante do governo da prefeita Nilza Simas, que por alusão deveria viver na cidade do Balneário de “Sem” e não em Itapema, a cidade tem um presídio próprio, mas não tem uma delegacia! Então, na cidade “deles” os profissionais de inteligência não tem um local adequado para atender a alta demanda do crime, parece cômico, algo surreal, com orçamento de cerca de R$ 300 milhões/ano, Para ser mais especifico, citamos outro exemplo, “eles” dizem ter um “hospital”, conhecido por Sto Antônio, lá os profissionais dizem ter leitos, mas, não tem uma UTI, na terra do “Sem”, como tem ficado conhecida na gestão de um olho que vê e quem governa é rainha, na aludida cidade os cegos governados não vêem além do estrupício do nariz! Para esclarecer, “venta” aquela “coisa” que usamos para filtrar o “ar” traduzindo “oxigênio” limpo para não infectar os pulmões de bactérias e assimilares. Na cidade que tem como plataforma econômica o Meio Ambiente, eles inauguraram um novo aterro sanitário anexo ao CTG, veja mais link: bit.ly/2R2VJjn –  Eles mantam a galinho dos ovos de ouro, começo a crer que eles sofrem da síndrome da bipolaridade aguda, não tem menor lógica, a cidade que vende a imagem como produto o turismo como sua única vocação econômica permitir o lixão em área nobre? Deveria os responsáveis pelo despejo resíduo sólido naquele locar ser presos, mas em terra de cegos às vezes nem justiça vê.

Os contribuintes “partes deles”  bajuladores e serviçais parecem anestesiados, vivem sonhando pelas galáxias de Andrômeda ou pela Magalhães, 64 % deles elegeram este estilo de governo, que tem como promessa “mentir” veja uma das promessas mirabolantes que parece filme de ficção, prometeram em troca do voto, construir um elevado de acesso a Meia Praia, sendo que, obras bem menos significantes não, “NÃO” conseguiram CONCLUIR, exemplo finalizar a pavimentação da estrada centenária do Sertão, “morrerás à quarta geração e não verás a estrada concluída”.

Quero fazer uma menção aos vereadores Léo e Jean do Dimar, por fiscalizar e trabalhar para alterar os triste estado de demência do governo de Itapema, em ter um terreno desde 2005, e ter diversas áreas permutáveis que poderia ser cedida para construir uma delegacia com todas a infraestrutura para atender toda a demanda da polícia judiciária, entretanto, vemos a cidade ter seus sistemas de segurança precarizado, uma polícia sem infraestrutura não irá conseguir apurar os crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, a quem interessa investir na estrutura das polícias?

O crime de colarinho branco agradece, penso que logo, o Ministério Público recomendará ampliação da cadeia, enquanto a delegacia seguirá sendo o “cubículo”, enquanto a quantidade de “bajuladoras e serviçais” defender esse governo de ficção, essa maioria de “adormecidos” forem superiores aos homens e mulheres pensadores desta cidade, continuará “Sem infraestrutura”, tão logo, vamos propor um projeto para alteração do nome de Itapema, para “Balneário de Sem”.

Sem hospital, sem delegacia, sem centro de evento, multiuso e cultura, Sem cinema, Sem sala de teatro, Sem ginásio de esportes, Sem mobilidade urbana, Sem parque industrial, Sem transporte Público, Sem hospital de Hemodiálise, Sem praças temáticas, Sem plataforma de entretenimento, aqui o morador tem uma escolha, trabalhar de segunda a sexta-feira, e no sábado, terão por força da expressão para lazer os supermercados, porque nem um shopping tem!  Mas tem bajuladoras (os) que ainda defendem este modelo de governo ameaçador, ultrapassado, arcaico e eivado de coronelismo.

 Os vereadores Leo e Jean, estão de parabéns pela tentativa, o que já significa uma luz no fundo do túnel, devido à demência dos governos que dormem com seus traseiros gordos nos acentos à baixo de ar-condicionado e pagos pelo dinheiro do contribuinte, (fica fácil) se isso não for uma sátira. Então venha e contraponha-me! 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.