Nota de esclarecimento – tratamentos profiláticos

0 21


A Secretaria Municipal de Saúde de Itajaí, ao mesmo tempo em que comemora o marco histórico do início da vacinação contra a Covid-19 no município e trabalha para atender toda a população conforme as doses forem disponibilizadas pelo Ministério da Saúde e Governo do Estado de Santa Catarina, lamenta o teor de algumas publicações jornalísticas recentes, com relação ao uso de medicamentos profiláticos como estratégia de enfrentamento à pandemia de coronavírus.

Diferente do que trazem ou dão a entender as reportagens, não há afrouxamento das medidas recomendadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) na cidade, em detrimento da oferta de tratamentos preventivos. Pelo contrário, desde o início da pandemia Itajaí adotou diversas ações de combate à Covid-19 e não mede esforços para proteger sua população.

Entre as ações estão: ampla testagem, com quase 90.000 exames já realizados; treinamento e contratação de profissionais de saúde; novas estruturas de atendimento, como o Centro Ambulatorial de Triagem; central telefônica e digital exclusivas no enfrentamento à pandemia; centro de reabilitação; aquisição de insumos e equipamentos; e articulação para o aumento de até 700% no número de leitos de UTI exclusivos para o combate ao coronavírus no Hospital Marieta Konder Bornhausen.

Portanto, considerar, por puro “achismo”, que o número de óbitos na cidade estaria diretamente relacionado a um possível afrouxamento das medidas recomendadas pela OMS por causa de tratamento profilático com homeopatia, ivermectina ou até mesmo ozonioterapia (este último que trata-se apenas de uma pesquisa nacional, com número reduzido de participantes) não condiz com a realidade, já que em nenhum momento foi preconizado pela Secretaria de Saúde o abandono das demais medidas recomendadas por especialistas e órgãos de saúde: uso de máscara, distanciamento social, isolamento social, higiene das mãos, testagem, entre outras. Além disso, o Município mantém as medidas sanitárias por meio de decretos e fiscalizações constantes, em consonância com o Governo do Estado de Santa Catarina.

É importante esclarecer que os moradores de Itajaí sempre receberam orientações de que o uso de tratamentos profiláticos não é uma cura para a Covid-19, mas sim uma ação preventiva para ser adotada periodicamente e em conjunto com as demais medidas não farmacológicas.

Apenas para exemplificar, quando a Secretaria de Saúde iniciou a distribuição da ivermectina, 138.216 moradores retiraram a primeira dose. Quinze dias depois esse número caiu para 93.970 pessoas que pegaram a segunda e terceira doses. Na sequência, somente 8.312 pessoas retiraram a quarta e quinta doses. Ou seja, não houve continuidade quinzenal do uso da ivermectina, conforme preconizado.

Itajaí é uma cidade praiana, que recebe inúmeros turistas, como outras do Estado e do Brasil onde não é simples fazer o controle da pandemia. No entanto, não se exime de sua responsabilidade, adota diversas medidas de enfrentamento à Covid-19, tem mais de 2.000 profissionais trabalhando na linha de frente para salvar vidas, busca alternativas preventivas e segue todas as demais recomendações de especialistas, bem como cumpre à risca os protocolos do Ministério da Saúde e Secretaria de Estado da Saúde no combate à pandemia e na testagem de óbitos.

Lamentamos o posicionamento tendencioso visto em algumas reportagens, especialmente neste momento delicado de pandemia. Trata-se de expor à população uma narrativa baseada em suposições, visando apenas criticar o uso de tratamentos profiláticos, não analisando o contexto geral da cidade e fazendo suspeição para querer justificar números, sem nenhuma prova desta relação.

A Secretaria Municipal de Saúde seguirá não medindo esforços para enfrentar a Covid-19 e proteger a população. Com o início da vacinação, Itajaí está preparada para atender os cidadãos. Ainda no ano passado, foram adquiridos mais de 300 mil insumos, como agulhas e seringas. A cidade também conta com mais de 90 profissionais de saúde capacitados para vacinação, 34 locais de vacina espalhados pelos bairros e uma rede de frios com 35 câmaras para armazenamento de milhares de doses.

Destacamos ainda que o trabalho da imprensa é de fundamental importância para a sociedade, por levar informações sobre a Covid-19 para toda população. A Secretaria de Saúde de Itajaí respeita e colabora com os veículos de comunicação na divulgação de dados, inclusive, foi referência nacional no início da pandemia na publicação e atualização das informações.

Juntos vamos vencer o coronavírus!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.