Operação Joias do Oceano é deflagrada em Itajaí pela PF

0 254

Na manhã desta terça-feira (02/07), a Polícia Federal deflagrou, em Itajaí, a Operação Joias do Oceano. O alvo é o sequestro de bens adquiridos por uma quadrilha identificada há dois anos. A polícia suspeita que os criminosos enviaram mais de 8 toneladas de cocaína para o exterior utilizando os portos de Navegantes e de Itajaí. A somatória dos bens, alvo da operação, chegam a cerca de R$ 70 milhões. As drogas teriam como destino os portos do México, Turquia, Itália, Bélgica e Holanda.

Os membros do grupo retinham patrimônio milionário em seus nomes, em nomes de empresas e de laranjas, conforme identificou a investigação, que inclui automóveis luxuosos (como Porshes e Ferraris) embarcações e apartamentos de alto padrão. Através da operação, a polícia visa quebrar o sistema de tráfico internacional de drogas e lavagem de dinheiro.

Serão apreendidos, bloqueados e sequestrados 25 imóveis em Balneário Camboriú e São Francisco do Sul, 23 caminhões e automóveis e cinco embarcações, conforme apontam os mandados expedidos pela 1ª Vara Federal Criminal de Itajaí. Além disso, as máquinas usadas na logística retroportuária também serão apreendidas, pois, segundo a polícia, estas teriam sido adquiridas com a renda do tráfico.

São Francisco do Sul, Araquari, Balneário Camboriú, Barra Velha e Joinville são as cidades alvo dos mandados. A polícia ainda cumpriu o mandado que determinou a prisão preventiva de um dos líderes da quadrilha, que estava em liberdade condicional desde dezembro de 2017, ano do início da Operação.

Cerca de seis toneladas de cocaína foram interceptadas por conta das operações feitas pela PF desde 2017: Oceano Branco e Contentor, deflagradas pelas delegacias de Itajaí e Joinville respectivamente. A operação Joias do Oceano conta com uma equipe de 140 policias.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.