Os Mentirosos e os Fofoqueiros são seres criminosos e desprezíveis

289
jornalista e editor
jornalista e editor

Itapema: Mentiras, Fofocas e acusações sem fundamento podem levar a processo judicial e dar muito dor de cabeça aos propagadores, condenação e até cadeia. A mentira é inventar uma estória, ou que viu ou que ouviu tem lesado muitos, causado traumas, separação e demissão por justa causa.
260 homens e mulheres foram condenados à morte inocentemente, foram vítimas de falsos testemunhos e de mentiras, dos 260 condenados, metade deles morreram nos primeiros anos de cárceres, se suicidaram ou definharam até a morte (…). Dos que restaram no corredor da morte, 30 deles passaram por dezenas de anos no cárcere jurando inocência, um dos casos nos chama atenção, de um condenado a morte, após 39 anos de prisão, foi inocentado e posto em liberdade após o real culpado se entregar a Justiça (…) A imprensa assim que soube do ocorrido foi atrás das testemunhas, uma delas, mesmo após ter mentido por 39 anos, seguiu sustentando a mentira, que havia visto o inocente na cena do crime… Sendo que o inocente é negro e o culpado e assassino, e réu confesso, é branco!!!. “Os Mentirosos e os Fofoqueiros são seres criminosos e desprezíveis”.
Fonte (revista inglesa)

No mundo contemporâneo as pessoas mentem o tempo todo, ou seja, toda mentira tem um fundo de interesse, quem mente está fazendo algo para tirar aquela pessoa do seu caminho e propósitos, no Brasil, a lei Maria da Penha, tem levado muitas mulheres e filhos descontentes a mentir, levantar falsos testemunhos contra o conjugue para tirar proveito da situação conjugal, econômica e social, e as polícias judiciárias não tem preparo para dissolver tais atitudes montadas que são descobertas quando as que se dizem vítimas atingem seus objetivos (…). Tirá-lo de casa, expulsa há 10 metros de distância para se locupletar dos bens matérias, pensão e tirar proveitos das condições econômicas, sociais e de familiar. Com as redes sociais e outros, são campos férteis para multiplicação de boatos, mentiras, calúnias, que tem gerado muito desconfortos as vítimas e cada vez mais esses comentários tem chegados aos corredores do Judiciário.

Lembra aquele post no blog, aquele tweet malicioso ou aquele comentário no Facebook afirmando que alguém fez alguma coisa condenável? Então, se esse tal fato que se atribuiu à pessoa for algo considerado como crime (e a afirmação não for verdadeira) então estamos diante da calúnia, prevista no art. 138 do CP, com pena de detenção de seis meses a dois anos e multa. “O mentiroso associados à rede de fofoqueiro se torna um perigo para a sociedade, por isso dever ser considerado um ser desprezível que não merece qualquer consideração ou respeito da sociedade, ao ser identificado, deve ser processado ou ao menos sofrer o repúdio de todos” Vamos discorrer sobre este tipo de crime a difamação, a vítima tem a proteção da Lei, são necessárias apenas três pessoas, o agressor, o agredido e um terceiro para representar o autor de uma fofoca criminosa. É importante saber que é possível ser condenado por esses crimes apenas por propagá-los. Não é necessário ser quem inventou a mentira para ser processado. Portanto, deve-se tomar muito cuidado com comentários feitos em público sobre determinada pessoa e seus atos, principalmente em assembleias, já que em alguns casos, os ânimos podem se exaltar e é possível que escape algum comentário indesejável, que não esteja em consoante com a verdade.

Porém, qualquer conversa em que se atribua a outra pessoa algo que essa não é, ou não fez, e se enquadra na descrição acima, já pode ser considerada difamatória ou caluniosa. Deve-se empregar cuidado especial em situações consideradas adversas, como brigas, reclamações devido a barulho excessivo, desentendimento com funcionários do condomínio, ocupação de vaga de garagem imprópria, entre outros. É nas horas da cabeça quente que pode vir à tona uma palavra indevida.
E cuidado! Se o desejo for humilhar, usando para isso elementos de raça, cor, etnia, religião, origem, condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência, a detenção é de três meses a um ano e multa.
Mas, a esta altura, você já deve estar se questionando se as pessoas realmente vão presas por esses crimes? – A verdade é que eles são crimes difíceis de serem provados. Por isso, é bem importante copiar todas as imagens e textos divulgados na internet antes que sejam completamente apagados e sumam todas as provas. Além disso, quem cometeu a calúnia, difamação ou injúria somente será presa se já tiver sido condenado por outro crime. Caso contrário, a detenção será substituída por outras penas mais leves, como a prestação de serviços à comunidade.
O Editor

Comentários estão fechados.