POLÍCIA BUSCA PRENDER 54 ‘CRIMINOSOS’ EM SANTA CATARINA

0 729

Estão sendo cumpridos 54 mandados de prisão preventiva e 69 de busca e apreensão na residência dos integrantes de duas facções criminosas denunciados pelo MPSC.

Mais de 200 policiais estão nas ruas, nesta sexta-feira (16/8), em uma operação que visa cumprir 54 mandados de prisão preventiva e 69 mandados de busca e apreensão em seis Municípios catarinenses. A Operação Strike tem como alvo integrantes de duas organizações criminosas que disputam o tráfico de drogas em Bom Retiro.

Os mandados foram expedidos pela Justiça a pedido do Ministério Público de Santa Catarina e da Polícia Civil. As ordens judiciais estão sendo cumpridas pela Polícia Civil e pela Polícia Militar nas cidades de Bom Retiro, Alfredo Wagner, Lages, Palhoça, São José e Ituporanga.

O Ministério Público denunciou 53 pessoas por praticarem os crimes de organização criminosa, tráfico de drogas e corrupção de menores. Dentre os denunciados estão integrantes de uma facção de alcance estadual que comandam uma das organizações criminosas no Município de Bom Retiro. O 54º mandado de prisão preventiva foi expedido em outro procedimento, contra um investigado por tráfico de drogas.

A ação penal com o pedido dos mandados teve origem em Procedimento Investigatório Criminal da Promotoria de Justiça e em Inquérito Policial, que, concomitantemente, apuraram e mapearam o tráfico de drogas na região.

De acordo com o Promotor de Justiça Francisco Ribeiro Soares, com as investigações foi possível identificar uma série de infrações penais executadas de forma estruturalmente ordenada e caracterizada pela divisão de tarefas, apurando a existência de duas organizações criminosas rivais que exploravam o tráfico de drogas em Bom Retiro.

Mais informações não podem ser prestadas neste momento para não prejudicar o andamento da operação.

Segundo o delegado da DP de Bom Retiro responsável pela Operação, Ricardo Guedes, foram dois anos de investigação contra o bando por organização criminosa, tráfico de drogas e associação para o tráfico. O delegado destaca a importância da ação conjunta com o Ministério Público de SC no caso por meio de um PIC (Procedimento Investigatório Criminal). “A base da organização criminosa era Bom Retiro, mas havia ramificações também na Grande Florianópolis. Apreendemos na ação de hoje armas, drogas e balança de precisão”, assinalou o delegado. Os presos deverão ser encaminhados para o sistema prisional em Lages. Houve atuação também do Canil da Polícia Civil de Campos Novos, do Canil da PM e do SAER da Polícia Civil.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.