POLÍCIA CIVIL INDICIA 14 POR VENDA DE EXAMES TOXICOLÓGICOS PARA RENOVAÇÃO DA CNH

0 406

A Polícia Civil de Cunha Porã, no Extremo-Oeste, concluiu a primeira fase da investigação que apurou a vendas de exames toxicológicos fraudados. Trata-se da Operação Falso Negativo realizada em 2019. Segundo o delegado João Luiz Miotto, nesta primeira etapa 14 pessoas foram indiciadas por crime de falsidade ideológica.

A investigação também identificou dezenas de motoristas que tiveram o resultado dos exames toxicológico aprovados pelo laboratório investigado, o qual encaminhava material biológico de terceiros para análise e falsificava a assinatura do interessado que sequer comparecia ao laboratório. Também foram identificadas duas pessoas que cederam material biológico para realização de exames toxicológicos de terceiros e pessoas que captavam clientes para o laboratório recebendo uma parte do valor pago pelos interessados que variava de R$ 500 a R$ 1.000.

Por meio de técnicas especiais de investigação, a Polícia Civil conseguiu desmantelar um esquema criminoso de venda de exames toxicológicos fraudados que eram feitos por um laboratório de Cunha Porã e tinha como principais clientes caminhoneiros – com base na Lei 13.103/2015, conhecida como “Lei do Motorista”, necessitam realizar exame toxicológico com ampla “janela” (lapso temporal) de detecção.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.