Preço dos produtos de higiene e limpeza variam em 200% entre supermercados de Itajaí

0 108

Procon orienta consumidores a pesquisarem os preços dos produtos

Os produtos de limpeza e higiene pessoal são os itens com maior variação de preço nos oito supermercados pesquisados pela Procon de Itajaí. O desinfetante de 500 ml e o sabonete de 90 gramas apresentaram uma diferença de até 220%. Na soma, os produtos podem pesar até R$ 4,43 a mais no bolso do consumidor. Os fiscais do Procon anotaram os preços dos produtos da cesta básica e das grandes marcas entre os dias 04 e 05 de novembro.

Em relação aos meses anteriores, a cesta básica registrou aumento de 1%, após três meses consecutivos de baixas nos preços. Os 21 itens da cesta mais baratos entre os estabelecimentos saem por R$ 73,53. O quilo do patinho é o produto mais caro da cesta com o custo de R$ 20,50 e o sabonete é o item mais barato por R$0,62.

A cesta básica é formada pelo quilo do açúcar, arroz, farinha de trigo, feijão, banana caturra, batata lavada, cebola, tomate, carne patinho, pão francês, sabão em pó e sabão em barra; 500 gramas de café, margarina, macarrão e desinfetante; litro do leite, óleo de soja, pasta de dente, sabonete, papel higiênico e dúzia de ovos.

Grandes marcas nos mercados de Itajaí
Para quem não tem o hábito de pesquisar, o molho de tomate entre as grandes marcas é o grande vilão do consumidor. Com variação de até 228% no preço das prateleiras, o produto pode sair por R$ 1,49 ou R$ 4,90. A pesquisa das grandes marcas, realizada todos os meses pelo Procon de Itajaí, compara o preço nos supermercados de marcas conhecidas dos produtos de alimentação, higiene e limpeza.

Já o refrigerante Coca-Cola apresentou a menor diferença nos preços no mês de novembro. Um percentual de 6% e um valor de R$ 0,40. Entre os produtos de limpeza e higiene, a maior diferença entre os estabelecimentos é desodorante roll-on com preços entre R$ 5,19 e R$ 9,80, uma variação de 88%.

A relação dos itens das grandes marcas tem maionese, molho de tomate, macarrão espaguete, extrato de tomate, leite caixa, café solúvel, achocolatado, cereal matinal de milho, refrigerante, leite condensado, creme de leite, amido de milho, farinha de trigo, leite em pó integral, picanha, carne moída de primeira, polentina, óleo de soja, fermento químico, sorvete, desinfetante, esponja de aço, sabão em pó, amaciante, água sanitária, detergente, shampoo, papel higiênico, lâmina de barbear (refil), absorvente higiênico, desodorante roll-on, creme dental.

É lei
O Procon de Itajaí salienta que a Lei Federal 13.445/17 autoriza a diferenciação de preços de bens e serviços oferecidos ao público em função do prazo ou instrumento de pagamento utilizado. Contudo, se houver diferença para o mesmo combustível, a bomba e/ou bico precisa ser identificada de forma destacada e de fácil visualização. Além disso, o fornecedor deverá registrar no cupom fiscal o valor total pago, conforme a condição escolhida pelo consumidor.

No caso de dúvidas ou denúncias, os consumidores podem buscar auxílio na sede do Procon, localizado na avenida Joca Brandão, 655, Centro. Os atendimentos ocorrem de segunda a sexta-feira, das 12h às 18h. O telefone 151 fica à disposição.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.