Rádio FM, jornais e revistas impressos estão com os dias contados!

165

A recente notícia de que Noruega vai desligar a frequência de rádio FM no país a partir de 2017, segundo comunicado do Ministério da Cultura, tornando-se o primeiro país a tomar a iniciativa. O objetivo é mudar a tecnologia de transmissão para Digital Áudio Broadcasting (DAB). Outros países na Europa e no Sudeste Asiático também estão considerando a possibilidade de mudar seu sistema de transmissão, como a Noruega, mas nenhum confirmou ainda se um dia adotará a nova tecnologia.

Quando a internet chegou ao Brasil, já se ventilou que jornais e revistas impressos estariam com seus dias contados por conta da preferência de público pela internet.

O jornalismo online já faz parte da vida das pessoas há pelo menos há dez anos e vem ganhando a cada dia mais a confiança das pessoas por causa do imediatismo que está presente nas notícias, o que não é possível no jornalismo tradicional impresso.

Com a popularização da Internet e a expansão do ciberespaço, os veículos passaram a migrar para a web. Não resta dúvida que o jornal impresso está ligado a uma série de pequenos prazeres para algumas pessoas, como, por exemplo, tomar o café da manhã lendo um jornal, selecionar as notícias que quer ler sem uma ordem de importância, comentar sobre as novidades do esporte, qual filme está passando nos cinemas, ficar com os dedos pretos devido a tinta, isto é um ritual que muitas pessoas ainda gostam de fazer e por isso não abrem mão de seu exemplar impresso.

As mídias tradicionais sempre tiveram um tipo de interação, seja nas seções de cartas dos leitores ou telefones das rádios para se comunicarem, porém é no jornalismo online que esta interação vem ganhando força e espaço pelo fato dos comentários em tempo real. Muitos veículos impressos estão migrando para o ambiente virtual, colocando conteúdos exclusivos para a rede, uma vez que perceberam a necessidade de abastecer este ambiente com notícias de “furo de redação” e não mais com apenas uma cópia da notícia do meio impresso.

É impossível reunir tudo o que os leitores querem saber em um jornal que devem ser entregues as seis da manhã, por isso a instantaneidade, que permite o acesso imediato às notícias é entregue ao leitor de forma online.

Outro fato é que a internet possibilita abrir as portas do mundo para o leitor de qualquer lugar do planeta por isto a mídia impressa vem perdendo leitores a cada dia. Estamos no meio de uma revolução da informação onde ninguém mais quer recortar uma notícia e guardar ela em uma pasta, hoje em dia está tudo muito mais virtual, você tem acesso à matéria online e transforma-a em uma imagem, assim consegue mostrar a todos via e-mail ou redes sociais.

José Santana – jornalista MTB 3982/SC

Comentários estão fechados.