Receita Federal apreende 1.2 toneladas de cocaína no Porto de Itajaí

0 313

Na tarde de quarta-feira (03), a receita Federal encontrou mais de uma tonelada de cocaína dentro de um contêiner no Porto de Itajaí, que estava escondida em meio a uma carga de madeira.

A carga tinha a Bélgica como destino e era proveniente da cidade de Canela no Rio Grande do Sul. O contêiner já estava há alguns dias no Porto, o que levantou a suspeita da RF. A droga foi encontrada através das imagens de um scanner durante uma fiscalização de rotina.

A PF, em conjunto com a Receita Federal, vão investigar se os os importadores e exportadores têm relação com a cocaína, já que a droga pode ter sido colocada na embarcação e na carga sem que as empresas envolvidas soubessem. Segundo a RF, essa é uma das maiores apreensões realizadas no complexo do Porto.

O Porto de Itajaí emitiu uma nota de esclarecimento sobre o Caso. Acompanhe na íntegra:

Na tarde desta quarta-feira, 03, a Superintendência do Porto de Itajaí, na condição de Autoridade Portuária, através de seu efetivo de Segurança, foi informada por agentes da Guarda Portuária (GUAPOR), sobre a apreensão de 1,2 toneladas de cocaína no recinto público do Porto de Itajaí.

Com base nas informações recebidas, sabe-se que o montante da droga estava escondido num carregamento de cargas de madeiras e seria enviada ao Porto de Antuérpia, na Bélgica.

De acordo com informações da Guarda Portuária do Porto de Itajaí, a droga veio carregada no interior de um contêiner. No dia 28 de junho, às 20: 30 horas, um caminhão passou pelo Gate 02 e durante sua passagem realizada através de equipamento de escâner, profissionais do sistema de segurança perceberam imagens suspeitas e imediatamente enviaram dados e fotos para o efetivo da Receita Federal para então analisar a carga.

A apreensão foi realizada pela equipe de fiscais da Receita Federal (RF) durante fiscalização de rotina. Estava acondicionada no interior de um contêiner que seria exportado ainda hoje. A droga foi detectada através do equipamento de escâner e no momento da fiscalização apontou imagens indicando o carregamento ilícito.

A Superintendência do Porto de Itajaí prima pela qualidade do serviço e acima de tudo zela pela segurança portuária evitando situações como esta ocorrida neste dia.

Atento aos fatos ocorridos, a Superintendência do Porto de Itajaí está acompanhando junto à ação da Receita Federal e Polícia Federal colaborando para os devidos esclarecimentos quanto a apreensão.

Att,

Superintendência do Porto de Itajaí.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.