Reinventando o “muscle car”

0 409

A Ford está apresentando no Salão de Los Angeles o Mustang Mach-E, novo utilitário esportivo 100% elétrico que traz o famoso “muscle car” para a era da eletricidade – a primeira ampliação da família em cinquenta e cinco anos. Quando foi lançado, em 1964, o Mustang rapidamente conquistou o mundo e passou a representar o melhor do espírito norte-americano: liberdade, progresso e alto desempenho com um toque de rebeldia. Agora, ele está pronto para reinventar essas ideias e criar um futuro elétrico poderoso. “No primeiro Salão de Detroit, Henry Ford disse que estava trabalhando em algo como o impacto de um raio. Era o Modelo T. Hoje, a Ford se orgulha de novamente apresentar um carro que tem a potência de um raio: o novíssimo Mustang Mach-E elétrico. Um carro rápido, divertido e um símbolo de liberdade para a nova geração de fãs do Mustang”, disse Bill Ford, presidente do Conselho da marca. O Mustang Mach-E chega ao mercado norte-americano no final de 2020, com as opções de bateria padrão ou de longo alcance e tração traseira ou nas quatro rodas, acionada por motores de ímã permanente. Com bateria de longo alcance e tração traseira, o Mach-E terá uma autonomia de pelo menos quatrocentos e oitenta quilômetros (padrão EPA). Na versão com tração integral, terá uma potência estimada de 336 cavalos e torque de 57 kgfm, com aceleração de zero a 100 km/h mais rápida que a configuração básica do Porsche Macan. A Ford oferecerá também duas versões especiais de alta performance do SUV. O Mustang Mach-E GT deve acelerar até 100 km/h em menos de 4 segundos. Já o GT Performance Edition chegará aos 100 km/h em cerca de 3 segundos, mesmo tempo de um Porsche 911 GTS. Os dois modelos GT terão uma potência estimada de 465 cavalos e torque de 84,6 kgfm.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.