Robô brasileiro com Inteligência Artificial encanta a plateia do HOJE2019

0 121

O Robô Tinbot subiu ao palco do Evento HOJE2019 e, junto com o diretor executivo do Grupo DB1, Rogério de Souza, palestrou sobre o que é Inteligência Artificial (AI) e como ela passará a fazer parte do dia a dia das pessoas, inseridas em organizações, empresas, órgãos públicos, em várias áreas.Tinbot se apresentou para o público e contou quais os locais em que ele e seus “irmãos” atuam. “Hoje eu trabalho como recepcionista em uma universidade e como gerente em uma empresa de desenvolvimento de software”, disse o robô com múltiplas funções que iniciou como uma startup, cujo modelo era um protótipo feito com palitos de sorvete grudados com cola.Em sua fala no HOJE2019, Tinbot explicou que a Inteligência Artificial está conectada a inteligência humana.

O diretor executivo da Tinbot Robótica Rogério de Souza, realizou uma dinâmica para desmistificar que “os robôs vão dominar o mundo”. Convidou um voluntário para subir ao palco e se passar por um robô. A troca chamou atenção do público e reforçou o quanto um robô pode auxiliar, ser importante em dinâmicas modernas e diferenciadas, mas também o quanto precisam da ação humana para gerenciar contextos, propósitos, emoções, ideias e muito mais.O diretor executivo seguiu explicando que a Inteligência Artificial é totalmente programada e pode ser personalizada. O robô é configurável e tem suas ações personalizáveis, de acordo com as necessidades de cada empresa, podendo assumir “personalidades” diferentes como assistente pessoal, professor de inglês, cuidador de idosos, intérprete, recepcionista, líder de uma corporação, entre outras tantas funções.

A missão do Tinbot, disse Rogério, é ser um agente de transformação digital nas empresas e oferecer uma experiência diferenciada para as pessoas, construindo uma imagem inovadora por meio de uma interface simpática, amigável e divertida, comenta Souza.De porte pequeno e com design cativante, o Tinbot conta com fala natural em português, reconhecimento facial, de voz, gestos e expressões, além de ser integrável a outros sistemas por meio de APIs, possibilitando interatividade e personalidade humanizada. Permite ainda que cada empresa personalize e programe a plataforma de acordo com suas necessidades. No Brasil, são 24 unidades do Tinbot instaladas em empresas de diferentes segmentos.

Seu custo, gira em média em torno de R$ 16 mil e a inovação permite criar experiência diferenciadas na vida das pessoas, pois através do sistema de fala e movimentos, é possível responder perguntas e direcionar demandas.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.