Semana Nacional do Trânsito é destacada em pronunciamento

0 116


O comandante-geral da Polícia Militar de Santa Catarina, Dionei Tonet, utilizou a tribuna da Assembleia Legislativa durante a sessão plenária da tarde desta quarta-feira (22) para destacar a passagem da Semana Nacional do Trânsito, celebrada nacionalmente entre os dias 18 e 25 de setembro, neste ano com o tema “No trânsito, sua responsabilidade salva vidas”.

Destacou que o objetivo da campanha é conscientizar os usuários das vias públicas sobre a importância de se obedecer as leis, de respeitar o espaço do próximo e do veículo maior sempre proteger o menor, todos em prol de garantir a segurança no trânsito. O comandante lembrou que o Código de Trânsito Brasileiro foi instituído em 1997, onde boa parte dos artigos foi absorvida pela população e outra não.

Relatou que Santa Catarina é o 6º estado com maior número de veículos, apesar de ser o 10º em número de habitantes, há no estado 5,5 milhões de veículos para uma população de 7,3 milhões e que, nos últimos 15 anos, são acrescidos anualmente 100 mil novos veículos. No Brasil são 455 veículos para mil pessoas. enquanto em Santa Catarina são 699 veículos para cada mil pessoas.

Após citar estes números, avaliados como positivos, o comandante da Polícia Militar enfatizou que Santa Catarina tem números preocupantes, como o 4º estado com maior número de mortes em trânsito, apesar de sua malha viária não ser maior que a dos estados do Rio Grande do Sul, Paraná, São Paulo, entre outros. O maior número de mortes no trânsito ocorre entre 18h e 24h, período em que a maioria está retornando as suas casas. “E o pior, a maioria ocorre por colisão frontal. O que acontece é o excesso de velocidade, ultrapassagem em locais proibidos e o uso de álcool.”

Na avaliação do comandante, esses acidentes seriam evitáveis se cada um assumisse a responsabilidade pelo comportamento no trânsito. Disse ainda que em Santa Catarina são 4 mil quilômetros de rodovias e que não há condições de um policial estar em cada local, mas que a Polícia Rodoviária Militar atua fortemente nos principais trechos da malha viária. “Somente do ano passado até esse mês foram atuados 1.489 motoristas alcoolizados nas vias públicas.”

Ele salientou ainda que nos últimos 30 meses foram registrados 16.9445 acidentes com lesões corporais, 39.859 acidentes sem lesões corporais e, infelizmente, 591 mortes nestas rodovias. “Mortes que impactam nas famílias, no estado e em todo o conjunto da sociedade.” Para o comandante da Polícia Militar, esses números servem para chamar atenção da comunidade e das lideranças para segurança no trânsito.

Dionei Tonet lamentou que uma lei no Parlamento catarinense inviabilizou a fiscalização eletrônica nas rodovias e sugeriu uma reanálise sobre a importância de uma legislação mais adequada para evitar esses acidentes. Falou sobre a construção de novas rodovias e de acessos aos municípios, que necessitam de regras para garantir segurança nestes trechos. Aproveitou para agradecer o empenho e o apoio dos deputados à Polícia Militar, por meio de emendas e projetos.

Repercussão
Ao final, o deputado Silvio Dreveck (PP) parabenizou o comandante pelo pronunciamento e a importância da Semana Nacional do Trânsito, manifestando preocupação com a imprudência dos motoristas que não respeitam a legislação, usando celular ao dirigir, não usando o cinto de segurança ou não respeitando a distância, entre outros delitos. Sobre a legislação citada pelo comandante da Polícia Militar, o deputado disse que a fiscalização eletrônica deve ocorrer onde há visualização, já que o objetivo não é multar e sim evitar acidentes.

O deputado Marcius Machado (PL) observou que no final de semana passado participou de um evento em Lages sobre o alerta de um acidente que resultou na morte de ciclista na rodovia, onde o motorista que estava alcoolizado fugiu do local. “É um momento triste e é importante investir numa ação efetiva de conscientização dos motoristas.”

O deputado Volnei Weber (MDB) também parabenizou o comandante da Polícia Militar e destacou a necessidade de trabalhar mais na conscientização dos motoristas. “Quando viajava de caminhão me lembro de uma placa na BR-101 em que havia a frase “Um acidente pode transformar sua vida”.

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Mauro de Nadal (MDB), lembrou que desde 2011 ocorrem vários debates sobre a fiscalização eletrônica nas rodovias e que o tema é polêmico. “A maioria dos acidentes ocorrem por embriaguez e a fiscalização eletrônica não impede esse motorista. O ideal seria ampliar as blitzes policiais.”

Também parabenizaram o comandante da Polícia Militar os deputados José Milton Scheffer (PP), Paulinha (sem partido) e Rudinei Floriano (PSL).

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.