Sessão tem denúncia de escola fechada há 15 meses por causa de temporal

0


A EEB Vitório Roman, de Vargem Bonita, no Meio Oeste, que teve o telhado destruído por uma tempestade com pedras em agosto de 2020, continua fechada e cada vez mais deteriorada, repercutiu na sessão de quarta-feira (24) da Assembleia Legislativa.

“No dia 14 de agosto do ano passado, portanto há mais de 15 meses, aconteceu uma chuva de pedra que arrasou com o telhado da EEB Vitório Roman. De lá para cá não foi tomada nenhuma providência. A indignação dos estudantes, dos pais e da comunidade é muito grande. Quero fazer um apelo, temos de resolver o problema, buscar uma solução para o colégio, a educação é prioridade”, cobrou Padre Pedro Baldissera (PT).

De acordo com o parlamentar, os 317 estudantes que estão matriculados na escola estão abrigados em um ginásio de esportes com iluminação precária.

“Os registros e a documentação dos alunos os professores conseguiram salvar, mas a biblioteca não sobrou um livro”, revelou Padre Pedro, acrescentando que a parte elétrica está comprometida, assim como janelas, portas e paredes.

“A escola fica no centro da cidade”, ponderou.

70 anos da Igreja Quadrangular
Jair Miotto (PSC) destacou na tribuna homenagem da Casa do Povo alusiva aos 70 anos da Igreja Quadrangular no Brasil, realizada na noite de segunda-feira (22). De acordo com o representante de Florianópolis, a Quadrangular possui mais de 700 igrejas e cerca de 3 mil pastores em Santa Catarina.

Miotto ainda revelou que a Igreja Quadrangular perdeu 38 pastores para a Covid no estado.

Dia do rio
Padre Pedro lembrou a passagem do dia do rio, comemorado em 24 de novembro.

“Hoje é o dia do rio. Interessante? Sim. Mas o calendário oficial tem algum significado, importância? Os nossos rios estão definhando, minguando, desaparecendo, seja pelo assoreamento, seja por falta de cuidado das suas margens, das suas nascentes, alguma coisa está acontecendo”.

Mas o pior, segundo o deputado, é a qualidade da água, hoje um problema complexo, haja vista está a contaminação por dejetos humanos, de suínos e pelos agrotóxicos usados na agricultura barriga verde.

Acidente em Joinville
Sargento Lima (PL) responsabilizou a gestão do ex-prefeito Udo Döller pelo desabamento de uma galeria sobre o rio Cachoeira durante abertura dos festejos de Natal na Manchester catarinense.

Lima leu na tribuna relatório final da CPI do Rio Matias, realizada no âmbito da Câmara de Vereadores local, que concluiu pela responsabilização de agentes públicos e privados, inclusive do ex-prefeito, na execução de obras no curso do referido rio.

“Uma hora a conta chega, sorte que a maré estava baixa”, observou o representante de Joinville.