UNIVERSALIZAÇÃO DO SANEAMENTO

0 433

Menos de 100 cidades brasileiras estão perto de atingir a universalização do saneamento básico. Foi o que apontou um estudo divulgado pela Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (ABES) com base nos dados do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS) de 2018, o mais recente divulgado pelo governo. O estudo avalia o percentual de pessoas atendidas pelos serviços de abastecimento de água, coleta de esgoto e de resíduos sólidos, além de aferir o quanto de esgoto recebe tratamento e se os resíduos recebem destinação adequada.

DESENVOLVIMENTO DE ITAPEMA

O município de Itapema caminha rumo à universalização do saneamento básico. Toda a população urbana é abastecida com água tratada e o tratamento do esgoto já posiciona a cidade com destaque no cenário nacional. Os investimentos privados da Conasa Águas de Itapema transformaram a realidade de Itapema, expandindo o seu potencial para o desenvolvimento econômico e social.

DICAS PARA NÃO IMPACTAR O MEIO AMBIENTE

  • Não jogue o óleo usado no ralo da pia. Essa prática irá entupir o encanamento da residência, a caixa de gordura e as tubulações de esgoto das ruas. O acumulo de gordura se dará na parede interna dos canos. Desta forma, as camadas de gordura endurecem e se sobrepõem, diminuindo o espaço de passagem do fluxo até bloquear por completo o escoamento pela encanação.
  • Use ralinho na pia da cozinha porque resto de alimentos podem causar o entupimento e rompimento da tubulação e até mesmo o retorno do esgoto para dentro de casa ou para a rua.
  • Evite que pelos e cabelos desçam pelo ralo do banheiro, o que poderá também entupir a tubulação da residência.

  • A rede de esgotamento sanitário foi projetada para receber resíduos produzidos na utilização correta do vaso sanitário, da pia da cozinha e da lavanderia. Qualquer outro objeto como papel higiênico, fraldas, absorventes, preservativos ou fio dental sobrecarrega a rede e provoca entupimentos e vazamentos.
  • Metais pesados contaminam o meio ambiente e, principalmente os lençóis freáticos. Por isso, não jogue no lixo comum os aparelhos eletrônicos, as baterias e as pilhas já utilizadas.
  • Descarte no lixo apenas o que não é reciclável.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.