Vasco perde para o São Paulo e vê Libertadores mais distante

0 80

Se de um lado a torcida vascaína bate recordes com a adesão em massa de novos sócios ao clube, de outro o time não correspondeu ontem (28) em campo  No dia em que o clube atingiu a marca de mais de 80 mil sócios, a equipe de Vanderlei Luxemburgo perdeu para o São Paulo por 1 a 0, no Morumbi, com gol de Antony, aos seis minutos do primeiro tempo.

A empolgação dos torcedores não se refletiu no gramado. Apático, o Vasco não lembrava em nada o time vibrante que venceu o CSA fora de casa por 3 a 0 e empatou com o Flamengo em 4 a 4, no Maracanã. Com 44 pontos na tabela e na 12ª posição, o Cruz-Maltino praticamente não corre risco de rebaixamento, mas desperdiçou a oportunidade de aumentar as chances de lutar por uma vaga na Libertadores do ano que vem. O técnico Vanderlei Luxemburgo criticou a atuação da equipe.

“Foi bem aquém daquilo que vínhamos participando, mas era algo que podia acontecer. Uma equipe que estava fadada desde o início da competição a cair, que todo mundo falava que poderia ir para a segunda divisão, e nós conseguimos. Você sente o dever cumprido e esquece que ainda falta o confronto contra o São Paulo e mais três jogos para terminar, e terminar de uma maneira correta, trabalhando, digna. Hoje faltou um pouquinho de determinação e de aplicação”.

Ouça na Rádio Nacional

O Vasco passa a ter foco na vaga para a Sul-Americana. O próximo compromisso é contra o Cruzeiro, segunda-feira (02), em São Januário. Luxemburgo sabe que a vitória é fundamental.

“Nós temos uma vaga de Sul-Americana. Para quem quer disputar alguma coisa, quer espaço, quer contratar bons jogadores, tem que ter competições boas para disputar. Uma competição internacional dá experiência à equipe. É importante nós buscarmos esse direito de passarmos à Sul-Americana. Claro que não é uma Libertadores, para você ganhar alguma coisa tem que passar pela semifinal e final. Até chegar lá tem chão pra caramba e às vezes até prejudica uma equipe dentro do Campeonato Brasileiro, pois tem viagens muito longas, questão de altitude, mas é uma competição internacional”.

O Cruzeiro, próximo adversário no Campeonato Brasileiro, está na zona de rebaixamento, com 36 pontos conquistados, e o jogo promete ser pegado em São Januário. A expectativa é de um estádio lotado de novos sócios vascaínos que querem ver a vitória. O capitão Leandro Castán também ressalta a necessidade de vencer a Raposa.

“Sempre que jogamos em casa é nosso caldeirão e estamos precisando vencer em casa, faz um tempinho que não vencemos ali.

A última vez que o Vasco venceu em seu estádio foi no clássico contra o Botafogo, em outubro. Desde então, jogando em casa, perdeu para Grêmio e Palmeiras e empatou com o Goiás. Vanderlei Luxemburgo não terá Raul, que recebeu o terceiro cartão amarelo contra o São Paulo e dificilmente vai contar com Marcos Júnior, que saiu de campo após um choque de cabeça como goleiro Tiago Volpi.

A campanha de associação segue firme. Até o fim da manhã desta sexta-feira (29), o clube contabilizou mais de 97 mil sócios.  

 

Edição: Cláudia Soares Rodrigues
Fonte: EBC Esportes

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.