Virose em Itapema é caso grave de saúde pública

0 5.436

Atualizado: 16/01/2020: Partidos, lideranças e Entidade assinam em conjunto nota de repúdio contra a omissão grave da administração pública de Itapema, e considera a gestão diretamente responsável pelo surto de virose e de dengue na população, vários partidos e organizações repudiam o descontrole da gestão em prevenir e combater os surtos de virose na cidade

Desde os feriados de natal e ano novo, o município vem atendendo na rede pública centenas e centenas de pessoas com sintomas de virose como Diarreia, febre e vômito; Enjoo e falta de apetite; Dor muscular e dor na barriga; Dor de cabeça ou atrás dos olhos; Espirros, secreção nasal e tosse.

A causa do surto de doenças diarreicas tenha relação com o possível despejo de esgoto clandestinos nas redes pluviais e por fossas assépticas em desconformidade com as leis ambientais e de saúde.

Itapema tem milhares destas fossas em uso, são unidades de tratamento primário de esgoto doméstico nas quais são feitas a separação e a transformação físico-química da matéria sólida contida no esgoto. Esse modelo de esgotamento sanitários pode ser usado somente na zona rural ou residências isoladas.

Especialista consultado argumenta que fossa sépticas mal instaladas ou mal construídas, ou com muitos anos de usos sem manutenção podem ocasionar eventualmente uma grave contaminação do lençol freático, já o despejo direto é um crime por introduzir agentes infecciosos na água de consumo da região, podendo acarretar em doenças em humanos e animais, além de contaminar as plantações.

Nos locais onde não existe rede coletora de esgoto, a fossa séptica deve ser instalada a uma distância de pelo menos 30 metros da casa e longe de onde se faz a captação da água, lembrando, se o lençol freático for alto como o de Itapema, a situação pode se agravar e poluir tudo que se mover no subsolo, no solo e todo os arredores da bacia hidrográfica.

As viroses vem se apresentando com frequência nos verões na região, notadamente, Itapema, tem sofrido os maiores danos, ainda não se realizou um estudo com análise sérias para apurar as causas das viroses, mas sabe-se que em dias de calor, associado ao esgoto clandestino, é um dos fatores que potencializa as doenças associadas ao esgotamento clandestino, como a hepatite A. Transmitida pelo consumo de alimentos ou água contaminados ou pelo contato com pessoas infectadas, Giardíase, Amebíase, Febre Tifoide, Cólera, Ascaridíase ou Lombriga, Leptospirose e as inúmeras viroses.

A falta de fiscalização no combate as ligações de esgoto clandestinas impactam na qualidade de saúde e repete surto gravíssimo de virose a exemplo da virose nos primeiros dias de 2019, mais de 1050 casos atendidos pela rede de saúde do município, considerando também que Itapema, amargou surto endêmico de dengue em 2019.

Assinaram a nota de repúdio os partidos e lideranças abaixo subscritas, contra má gestão do governo Municipal pelo descontrole a prevenção as doenças que tem ligação direta a falta de fiscalização ao esgotamento clandestino em Itapema e Meia Praia.

PTB de Itapema – presidente José Santana

PSC de Itapema – Presidente Erickson Santos

PV de Itapema – Presidente Hélio Basqueira

PSDB – Presidente Rodrigo Costa (Bolinha)

Coronel Feres – Coordenador do grupo politico ALIANÇA POR ITAPEMA
Suplente de deputado federal (PSL)

O DC Partido comandado pelo Presidente Romualdo Franco, ao tomar conhecimento da nota de repúdio publicada, dia 10, no portal de notícias e nas redes sociais em protesto contra má gestão da saúde pública do governo de Itapema em combater e prevenir a população dos surtos de dengue e de virose, solidários as vítimas, também subscreve o Partido a Nota em que repudia a negligência e omissão do governo em combater os surtos recorrentes na cidade.

Romualdo Franco – presidente do DC/Itapema

Olho Vivo – Organização do Voluntariado para combate a corrupção

Como prevenir as viroses:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.